Extra: O corte nas Universidades vai ser de 3,5% ou 30%?

14/05/2019 10:16

Episódio #extra do podcast "Ilha de Vera Cruz" explica como, de fato, se dará o contingenciamento de verbas nas universidades federais

Publicidade

O contingenciamento de verba promovido pelo ministério da Educação nas Universidades Federais brasileiras continua no centro do debate público nacional. O assunto - que foi tema do nosso último episódio - ganhou novos capítulos nesta semana.

Embora no dia 30 de abril, o secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima, tenha falado à rede globo em “corte de 30%”, o MEC divulgou uma nota - apenas nesta quarta-feira, dia 8, - afirmando que o efeito será de 3,4% do orçamento total das universidades federais.

Arte: Sabrine Cruzangelica-768x503

Mas como explicar essa conta? Abraham Weintraub tentou fazer isso em uma live ao lado do presidente Jair Bolsonaro e acabou gerando ainda mais confusão. O ministro comparou o orçamento do MEC a “chocolatinhos”. Ele espalhou 100 unidades em uma mesa e afirmou que "três e meio" chocolates estão sendo deixados “para comer depois de setembro”, o que corresponderia a 3,5% do orçamento contingenciado nas instituições federais e não o total de 30%, valor já pacificado pela imprensa e também pela população como o montante contingenciado.

No mesmo instante notas e colunas de jornais, sites e revistas repercutiram a fala do ministro como um erro de matemática simples. O que não é verdade, uma vez que a fala do ministro estava baseada em uma informação divulgada pelo MEC, mas não repercutida pela imprensa.

Diante de tanta confusão e mal-entendidos, o Ilha de Vera Cruz decidiu fazer um episódio #extra para explicar de uma vez por todas o que, de fato, será contingenciado pelo ministério da Educação.

 



Publicidade