Falsa vidente é presa por golpe milionário contra viúva de colecionador de arte

Suspeita integra quadrilha acusada de dilapidar patrimônio de viúva de colecionador de artes, incluindo obras valiosas

Por Plox

14/05/2024 14h31 - Atualizado há 12 dias

Uma falsa vidente foi presa pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (13), suspeita de participar de um golpe de estelionato milionário contra Geneviève Boghici, viúva do colecionador de artes Jean Boghici. "Diana Rosa Aparecida Stanesco Vuletic é acusada de integrar uma quadrilha liderada pela própria filha da vítima, Sabine Boghici, que morreu em 2023 após cair do 5º andar do apartamento onde residia", informou a Delegacia Especial de Atendimento à Pessoa da Terceira Idade (Deapti).

Foto: Reprodução/Freepik

Contra Diana, havia um mandado de prisão preventiva pendente por diversos crimes, incluindo associação criminosa, estelionato majorado, extorsão majorada, roubo majorado e cárcere privado, sendo que alguns desses delitos foram cometidos repetidas vezes.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, o objetivo dos criminosos era dilapidar o patrimônio milionário de Geneviève, composto principalmente por obras de arte de grande valor. Entre as peças, destaca-se a obra “Sol Poente” de Tarsila do Amaral, avaliada em R$ 250 milhões. Na última semana, o Disque Denúncia do Rio de Janeiro divulgou um cartaz solicitando informações sobre Diana Rosa, que já figurava na lista de procurados. A falsa vidente havia sido presa anteriormente em 2022, mas foi solta no final do mesmo ano.

Destaques