Liberação de coronel Naime pelo STF após mais de um ano detido

Decisão de Alexandre de Moraes encerra período de 461 dias de prisão do militar

Por Plox

14/05/2024 07h17 - Atualizado há 13 dias

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liberdade provisória ao coronel Jorge Eduardo Naime. A decisão, tomada nesta segunda-feira, segue após o militar ter passado 461 dias detido, destacando que não se justifica mais a manutenção de sua detenção cautelar após sua recente transferência para a reserva remunerada.

Coronel Jorge Eduardo Naime Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Contexto do caso Coronel Naime, integrante da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), encontrava-se preso como réu em um processo que apura possíveis falhas de membros da corporação durante os eventos de 8 de janeiro. Segundo o portal Metrópoles, essa medida foi revista pelo ministro do STF diante das mudanças no status do militar.

Repercussão e continuidade Embora a liberdade provisória tenha sido concedida, a situação jurídica do coronel Naime permanece sob escrutínio. Dois outros militares da ativa, o major Flávio Silvestre de Alencar e o tenente Rafael Pereira Martins, ainda estão detidos em relação ao mesmo caso. A Procuradoria-Geral da República (PGR), por sua vez, expressou apoio ao pedido de liberdade do coronel, indicando uma possível evolução na interpretação dos fatos que circundam o episódio.

 

Destaques