Nível do Guaíba ultrapassa 5 metros e prefeitura alerta para novas enchentes

Com previsão de aumento do nível da água, autoridades de Porto Alegre aconselham moradores a não retornarem às suas residências

Por Plox

14/05/2024 07h37 - Atualizado há 8 dias

O Guaíba, em Porto Alegre, registrou uma elevação significativa em seu nível, superando os 5 metros na tarde desta segunda-feira, 13 de maio. Autoridades locais projetam que o nível da água pode alcançar até 5,5 metros nos próximos dias, potencializando o risco de novas inundações nas áreas já afetadas. A previsão é de um possível aumento na extensão dos alagamentos, conforme indicação da prefeitura.

Orientações do Prefeito Sebastião Melo, prefeito da capital gaúcha, em uma entrevista coletiva, enfatizou a importância de que os cidadãos que foram desalojados na última semana evitem retornar às suas casas por enquanto. "Meu apelo é para que ninguém volte para casa. Tomara que não chegue a 5,5m, mas temos que acreditar na meteorologia", declarou. Com o nível do lago tendo atingido 5,35m recentemente, milhares encontram-se desabrigados.

Maurício Tonetto Secom

Infraestrutura e Preparação O município garante estar preparado para acolher mais pessoas, tanto nos abrigos existentes quanto em novos locais que serão disponibilizados. No que se refere à infraestrutura, oito estações de bombeamento estão operacionais e outras duas deverão ser reativadas em breve para auxiliar na drenagem das águas pluviais. A cidade conta com 23 estações, porém, algumas foram danificadas devido às recentes inundações.

Desafios e Danos Mauricio Loss, diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), mencionou que, apesar das medidas de contenção reforçada, incluindo diversos diques pela cidade, é difícil prever quando as águas recuarão completamente. Ele destacou que "diversos fatores influenciam no tempo de escoamento da água, estamos sujeitos a diversas intempéries, não tem como prever".

Impacto Econômico O prefeito Sebastião Melo estimou que os custos para limpeza da cidade após as enchentes ultrapassarão os R$ 100 milhões, incluindo a remoção de lodo e desobstrução de canais. A prefeitura apontou que mais de 157,7 mil pessoas foram afetadas, com 39,4 mil edificações atingidas e 1.081 quilômetros de vias públicas danificadas.

Medidas para o Abastecimento de Água Amanhã, está previsto o religamento dos motores da estação de tratamento de água do bairro Moinhos de Vento, com expectativa de retomada do abastecimento na quarta-feira. O Dmae informou que os 152 abrigos cadastrados pela prefeitura terão isenção na conta de água por um mês após o fim do acolhimento, e os beneficiários da tarifa social terão isenção por seis meses.

Destaques