Quase 450 mil pessoas deixam Rafah após ordem de evacuação israelense

Deslocamento recorde em Rafah evidencia intensificação do conflito

Por Plox

14/05/2024 10h47 - Atualizado há 12 dias

Nos últimos oito dias, quase 450.000 pessoas abandonaram suas casas em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em resposta a uma ordem de evacuação emitida pelo exército israelense, conforme reporta a Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos.

Foto: OMS/Reprodução

Evacuação em massa

A crise em Rafah intensificou-se abruptamente após o comando israelense exigir a evacuação de vários bairros da cidade. Desde o dia 6 de maio, a região viu quase meio milhão de seus habitantes se deslocarem, buscando segurança em meio a crescentes tensões.

 

Repercussões globais e ajuda humanitária

O alarmante número de deslocados, divulgado pela UNRWA através da rede social X, lança luz sobre a grave situação humanitária enfrentada pelos residentes de Rafah. O destino dessas pessoas ainda é incerto, e a comunidade internacional está sendo chamada a aumentar os esforços de ajuda.

 

Futuro incerto para os deslocados

A situação em Rafah exemplifica os desafios contínuos e a instabilidade na região. Com a continuidade das evacuações e o aumento do número de deslocados, organizações internacionais e governos locais buscam soluções para um dos maiores deslocamentos forçados recentes na história do conflito Israel-Palestina.

Destaques