Rio Grande do Sul confirma 148 mortes pelas chuvas

As enchentes deixaram quase 540 mil pessoas desalojadas, especificamente 538.545, o que representa cerca de 19,47% dos 10,88 milhões de habitantes do estado, segundo dados recentes do IBGE

Por Plox

14/05/2024 15h09 - Atualizado há 12 dias

A situação crítica no Rio Grande do Sul provocada pelas intensas chuvas ganha contornos ainda mais dramáticos. A Defesa Civil do estado atualizou os números nesta terça-feira, anunciando o total de 148 mortes atribuídas às enchentes. O mesmo boletim indica a preocupante cifra de 124 pessoas desaparecidas até o momento.

As enchentes deixaram quase 540 mil pessoas desalojadas, especificamente 538.545, o que representa cerca de 19,47% dos 10,88 milhões de habitantes do estado, segundo dados recentes do IBGE. Estes dados refletem a grave situação que afeta dois em cada dez gaúchos.

Foto: Força Aérea   Brasileira

Em termos de infraestrutura municipal, 446 das 497 cidades do Rio Grande do Sul, ou seja, 89,7% do total, sofrem as consequências das adversidades climáticas. Atualmente, os mais de 700 abrigos estatais abrigam 76.884 pessoas que foram forçadas a deixar suas residências, seja por danos estruturais graves ou por inacessibilidade.

Operações de resgate em grande escala As operações de resgate são extensas e envolvem 27,6 mil agentes entre forças federais, estaduais, municipais e voluntários, que já resgataram mais de 76,4 mil vítimas e cerca de 11 mil animais. Os esforços incluem o uso de 4,4 mil veículos, 41 aeronaves e 340 embarcações, variando desde navios da Marinha até jet skis e botes usados em resgates aquáticos.

Como solicitar ajuda Para aqueles em necessidade durante as enchentes, há vários números de emergência disponíveis: Brigada Militar (190), Corpo de Bombeiros (193) e Defesa Civil estadual (199). Ao contatar, é crucial fornecer informações detalhadas sobre a localização e a natureza do resgate necessário, facilitando o trabalho das equipes de socorro. As prefeituras e defesas civis locais também podem oferecer orientações adicionais, como rotas de evacuação e informações sobre abrigos disponíveis.

Destaques