Saúde alerta para disseminação da febre Oropouche no país

Casos se espalham por diversas regiões, alerta Ministério da Saúde

Por Plox

14/05/2024 17h31 - Atualizado há 12 dias

O avanço da febre Oropouche pelo território brasileiro tem gerado preocupações. Segundo informações do Ministério da Saúde, divulgadas em 14 de março, o Brasil agora soma 5.102 casos confirmados da doença. Destes, quase 3.000 casos estão concentrados na região Amazônica, enquanto Roraima registrou 1.528 casos.

Outros estados como Bahia, Acre, Espírito Santo, Pará, Rio de Janeiro, Piauí, Santa Catarina, Amapá, Maranhão e Paraná também têm casos confirmados ou sob investigação.


Foto: Flávio Carvalho/WMP Brasil/Fiocruz

Ethel Maciel, secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério, destacou que a doença, que inicialmente parecia restrita à Região Norte, agora alcança outras áreas do país. "Há algumas semanas estamos observando essa propagação para outras regiões do Brasil. Inicialmente, pensávamos que a doença ficaria concentrada apenas no Norte, mas agora vemos que ela está se espalhando", afirmou Maciel.

Ela também comentou sobre as medidas de resposta à doença: "Iniciamos a vigilância dessa nova arbovirose, elaboramos orientações para a observação clínica e distribuímos testes para os laboratórios centrais, os Lacen, facilitando assim o diagnóstico e monitoramento da doença."

A faixa etária mais afetada pela febre Oropouche é a de 20 a 29 anos, seguida por indivíduos de 30 a 39 anos e adolescentes de 15 a 19 anos.As demais faixas etárias mais afetadas pela doença são 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 10 a 19 anos.  Essa distribuição de casos acende um alerta para a necessidade de vigilância contínua e medidas de controle adaptadas a diferentes grupos populacionais.

Destaques