No Twitter, Sérgio Moro afirma: "Não vou pedir desculpas por ter cumprido o meu dever"

14/06/2019 10:34

Publicidade

Sergio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública, usou seu Twitter nesta manhã de sexta-feira, 14 de junho, para comentar sobre os supostos vazamentos de conversas com Deltan Dallagnol, procurador do Ministério Público Federal. 

Moro

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil


Em sua publicação, ele disse que agiu “dentro da legalidade” e compartilhou o link de uma reportagem do Estadão, em que deu entrevista e segundo ele, fornece explicações sobre o caso. Na legenda, Moro foi enfático: “Não vou pedir desculpas por ter cumprido o meu dever e ter aplicado a lei contra a corrupção e o crime organizado”, afirmou. O ministro emendou: "Para o site aliado a hackers criminosos: 'publiquem tudo se quiserem'", desafiou. A publicação teve 52 mil curtidas até o momento e 12 mil comentários.

Moro2

O site The Intercept Brasil divulgou no último domingo, 9, trechos de mensagens atribuídas a Sergio Moro e a membros da força-tarefa da Lava Jato. Segundo a equipe do site, as mensagens trocadas por meio de um aplicativo de conversas por celular foram entregues por uma fonte que pediu sigilo e apontam para uma “colaboração proibida” entre o então juiz federal responsável por julgar a Lava Jato em Curitiba e os procuradores, a quem cabe acusar os suspeitos de integrar o esquema de corrupção.

Em texto que acompanha a publicação das três reportagens divulgadas, o Intercept sustenta que o teor das mensagens indica “comportamentos antiéticos e transgressões que o Brasil e o mundo têm o direito de conhecer.”

Atualização 11h25



Publicidade