Auxílio Emergencial: Caixa paga mais um parcela nesta sexta (14)

14/08/2020 08:29

De acordo com o Governo, as datas de saque são distintas das datas de depósito em conta digital, para evitar aglomerações

Nesta sexta-feira (14), mais um grupo dos aprovados pelo site, aplicativo e inscritos no CadÚnico recebem a, segunda-terceira e quarta parcelas do auxílio emergencial de R$ 600. De acordo com o Governo, são dois calendários de pagamento do benefício.

Os aprovados desse grupo recebem os depósitos em contas sociais digitais em uma data, porém podem movimentar o dinheiro apenas virtualmente, para pagamentos de boletos e pagamentos por meio virtual, usando QRcode ou usando o cartão virtual. O saque é autorizado em datas diferentes.

Hoje recebem os aprovados nascidos em agosto, que receberam a primeira parcela  nos meses de abril (recebem a 4ª parcela), maio (recebem a 3ª parcela) ou junho (recebem a 2ª parcela).

Veja a escala de pagamento para esse grupo de aprovados:

Depósito em conta poupança social digital:

22 de julho: nascidos em janeiro
24 de julho: nascidos em fevereiro
29 de julho: nascidos em março
31 de julho: nascidos em abril
5 de agosto: nascidos em maio
7 de agosto: nascidos em junho
12 de agosto: nascidos em julho
14 de agosto: nascidos em agosto
17 de agosto: nascidos em setembro
19 de agosto: nascidos em outubro
21 de agosto: nascidos em novembro
26 de agosto: nascidos em dezembro

Liberação para saque: 

25 de julho: nascidos em janeiro
1 de agosto: nascidos em fevereiro e março
8 de agosto: nascidos em abril
13 de agosto: nascidos em maio
22 de agosto: nascidos em junho
27 de agosto: nascidos em julho
1 de setembro: nascidos em agosto
5 de setembro: nascidos em setembro
12 de setembro: nascidos em outubro e novembro
17 de setembro: nascidos em dezembro


2ª e 3ª parcelas

Segundo o Governo, para padronizar os pagamentos, muitos que recebem a segunda e terceira parcela neste mês, receberão nas mesmas datas do que os aprovados que receberam a primeira parcela em abril.

Ainda será divulgado pela Caixa e o Ministério da Cidadania se a escala de pagamentos desse grupo continuará com as mesmas datas dos que recebem a quarta parcela.