BR-040: fim da concessão gera dúvidas e apreensões entre motoristas e moradores

Usuários temem uma possível falta de manutenção da via nos próximos anos, com impacto nas condições de trafegabilidade e custos de manutenção

Por Plox

14/08/2023 07h53 - Atualizado há 10 meses

No limiar da expiração da concessão da BR-040, no dia 17 de agosto, motoristas e residentes próximos a uma das principais rodovias de Minas Gerais - ligação vital entre Minas ao Rio de Janeiro e a Brasília (DF) - estão preenchidos de dúvidas e receios. Antônio Luís da Silva Júnior, Presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística de Minas Gerais (Setcemg), sinaliza que a inércia na manutenção pode comprometer não apenas a trafegabilidade, mas também os custos associados. Um impacto que, conforme sua avaliação, poderá afetar indiretamente aqueles que dependem dos produtos transportados por essa via.

 

 Foto: Via 040/Divulgação

Consequências Econômicas:

Antônio Luís prevê um cenário desfavorável para os usuários da rodovia. Comenta sobre a concessionária Via 040, criticando a gestão dos pedágios, especialmente considerando o relevo desafiador da região. Destaca ainda que a iminente responsabilidade do DNIT em assumir a manutenção da rodovia pode resultar em processos mais lentos e burocráticos, colocando a condição da rodovia em risco. Para ele, os efeitos a médio e longo prazo podem ser sentidos nos preços dos fretes, além de possivelmente elevar o número de acidentes e o tempo de viagem.

Anseios da Comunidade:

Steferson Gonçalves, morador do bairro Pires, em Congonhas, e outros residentes da região, como o mecânico Rafael e o empresário Vagnaldo Souza Cruz, carregam o sonho de trafegar com segurança. Todos esperam uma nova gestão mais eficiente e competente após o fim da concessão.

Pronunciamento dos Órgãos Responsáveis:

O DNIT, ao ser contatado, direcionou as questões relativas à BR-040 para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Em sua declaração, a ANTT esclareceu que as discussões sobre a administração da rodovia ainda estão em andamento, envolvendo diferentes entidades, incluindo o Ministério dos Transportes e o Tribunal de Contas da União (TCU). Eles também confirmaram que os processos para uma nova licitação da BR-040 estão progredindo.

A Via 040, por sua vez, atribui os desafios enfrentados a fatores econômicos e burocráticos desde o início de sua operação em 2013. A empresa menciona estar pleiteando uma rescisão amigável do contrato de concessão, abrindo caminho para um novo leilão do trecho.


 

Destaques