Alunos de escolas públicas começam a receber livros da Constituição em Miúdos

14/11/2019 08:44

Professores e demais educadores de escolas municipais e estaduais foram treinados pela própria autora Madu Macedo

Publicidade

Centenas de alunos começaram a receber os livros Constituição em Miúdos nas Escolas municipais e estaduais de Ipatinga. Duplas formadas por servidores da Câmara de Ipatinga estão fazendo visitas às unidades de ensino que participarão da 1ª Gincana do Saber no mês de dezembro da Câmara de Ipatinga.

A Constituição em Miúdos é uma espécie de resultado do estudo da Constituição Federal, feito pela escritora e educadora Madu Macedo, por meio de uma linguagem adequada para alunos do 5º e 9º anos.

A entrega dos livros doados pelo Legislativo de Ipatinga é uma das etapas anteriores à realização da Gincana, evento que será realizado dentro da Câmara no próximo dia 6 para eleger os alunos que têm mais conhecimento sobre a Constituição Federal.

Antes da entrega, foram os professores e coordenadores pedagógicos que foram treinados pela própria autora do Livro Constituição em Miúdos, Madu Macedo, que, após redigir as obras, doou os direitos autorais ao Senado Federal, que é quem publica os livros.

Alunos recebem exemplar da Constituição em Miúdos Foto: Divulgação

Em Ipatinga, a princípio, oito escolas serão contempladas na Gincana, sendo quatro municipais e quatro estaduais. “É bom ressaltar que nossa intenção é atingir e levar conhecimento a um número cada vez maior de alunos, porque nossa meta é investir em educação cidadã para formar estudantes mais conscientes de seus diretos e deveres”, disse o presidente da Câmara, vereador Jadson Heleno.

Já Madu Macedo, ao saber de como o ensino de seus livros estão sendo feitos, disse que se sente muito feliz e honrada. “Tenho viajado por todo o país para divulgar a Constituição em Miúdos, mas só posso dizer que Ipatinga é um município diferente, onde as pessoas são engajadas, fazem a diferença e querem formar cidadãos melhores. Por isso mesmo, amo vir a Ipatinga porque as manifestações de respeito e cidadania são elevadas por aqui”, elogiou ela.

Curiosidade

No último dia 12 de novembro, em uma audiência pública, realizada no Senado Federal, em Brasília, senadores membros da Comissão Permanente de Direitos Humanos analisaram a proposta de criação do Dia Nacional da Educação Legislativa e relataram a importância das Escolas do Legislativo em formar cidadãos mais conscientes. Na ocasião, o servidor Florian Madruga, da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas, citou que em Minas Gerais há uma iniciativa que já configura um marco da educação cidadã no Brasil, que é o estudo da Constituição Federal, por meio da Constituição em Miúdos.

A intenção do Senado é propor uma lei de iniciativa popular que discipline como obrigatório o estudo da Constituição Federal no país. Segundo Florian, caso seja aprovada, essa lei se chamará carinhosamente de Lei Madu Macedo.



Publicidade