Flamengo dispensará sobreviventes um ano após tragédia no CT

15/01/2020 20:33

Cinco sobreviventes da tragédia que matou dez garotos em fevereiro de 2019

Publicidade

A tragédia que matou dez adolescentes no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo no Rio de Janeiro, completa um ano em fevereiro. Segundo informações do jornal “O Dia”, cinco dos 16 sobreviventes do incêndio no alojamento da base no CT serão dispensados pelo Flamengo e não farão parte dos planos da equipe para 2020.

flamengo Foto: Reprodução/Youtube

O jornal noticiou que Caike Duarte Pereira da Silva (2005), Felipe Cardoso (2003), João Vitor Gasparin Torrezan (2005), Naydjel Callebe Boroski Struhschein (2005) e Wendel Alves Gonçalves (2005), sobreviventes da tragédia, fazem parte do grupo de 27 atletas entre as categorias Sub-14 e Sub-20 que serão dispensados pelo clube rubro-negro para procurarem outro clube. 

A diretoria das categorias de base do Flamengo teriam tomado essa decisão levando em consideração o desempenho técnico dos atletas e a projeção no clube. A diretoria entende ainda que liberar estes atletas ajudariam na carreira, uma vez que iriam para um clube onde teriam mais oportunidades. 



Publicidade