Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Ipatinga promove campanha de vacinação para adultos neste sábado

    Secretaria Municipal de Saúde alerta a população quanto ao retorno de doenças que são prevenidas através de vacinação

    Por Plox

    15/02/2019 11h04 - Atualizado há mais de 2 anos

    Muita gente não sabe, mas os adultos, assim como as crianças, também precisam ser imunizados. Em Ipatinga, devido à falta de procura da população adulta por imunização, a Secretaria Municipal de Saúde registrou nos últimos dois meses três casos de tétano, um deles com óbito. A doença, que pode ser prevenida através da vacina dT (dupla-difteria e tétano), está disponível gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde do município. 
     
    Preocupada com esta realidade, a Prefeitura de Ipatinga realiza neste sábado (16) o Dia D de Vacinação para Adultos. Das 8h às 17h, as salas de vacinação das Unidades de Saúde dos bairros Limoeiro, Barra Alegre, Cidade Nobre, Bom Retiro, Bethânia, Veneza, Bom Jardim I e Canaã estarão de portas abertas para imunizar e atualizar o cartão de vacinação de toda a população. 
     
    O Ministério da Saúde orienta que a partir dos 20 anos é preciso se vacinar ao menos contra sarampo, caxumba, rubéola, hepatite B, febre amarela, difteria e tétano. Já as grávidas são indicadas a receber a  vacina Tríplice Bacteriana Acelular do Adulto (dTpa), que protege os recém-nascidos da coqueluche, da difteria e do tétano.  

    DivulgaçãoCartão-de-vacinação-
     
    A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Ipatinga, Mara Fernanda, explica que “quem está com as vacinas desatualizadas coloca em risco não apenas a própria saúde, mas também pode se tornar um transmissor de doenças, em especial para as crianças, que são as mais vulneráveis”. 
     
    “No município – ela acrescenta –, os casos de tétano chamaram a atenção porque se trata de uma doença imunoprevenível, que poderia ter sido evitada através da vacina. E, no entanto, houve um óbito”. 
     
    Atualmente, de cada quatro adultos, três não possuem a caderneta de vacinação atualizada. No município, os usuários das Unidades Básicas de Saúde dos bairros Bom Retiro, Cidade Nobre e Veneza são os que apresentam menor cobertura vacinal. 
     
    “Nosso objetivo é alertar esse público para manter o cartão vacinal atualizado e assim trabalharmos a prevenção de doenças. Ao longo da vida, muitos abandonam o registro de vacinação e só se imunizam em grandes campanhas ou em casos de epidemia. O resultado é que a cobertura vacinal de adultos não está nem perto do desejado pelas autoridades sanitárias”, adverte Mara.  
     
    Mesmo diante da intensificação de campanhas de vacinação contra a febre amarela nos últimos anos, a Secretaria de Saúde de Ipatinga registra uma proteção em 77% da população adulta. A meta de cobertura preconizada pelo Ministério da Saúde para este público é de 95%. 

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]