Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    PC prende acusado de abusar sexualmente da própria filha de 16 anos em Minas Gerais

    Segundo a PC, o homem foi preso por porte ilegal de arma de fogo, liberado e preso novamente acusado de abusar da adolescente

    Por Plox

    15/03/2021 13h48 - Atualizado há 6 meses

    A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu um homem, de 56 anos, suspeito de abusar sexualmente da própria filha, de 16 anos, em Manga, cidade do Norte de Minas Gerais. A prisão ocorreu na última sexta-feira (12).

    Segundo a delegada Thaís Santos Duarte, no final de semana anterior à prisão, foi recebida uma ocorrência envolvendo um suspeito por crime de porte ilegal de arma de fogo. Durante as declarações do investigado, preso em flagrante, a delegada notou que a filha dele estava amedrontada e apreensiva. "Determinei então que a equipe policial iniciasse as investigações para averiguar o possível crime de estupro cometido pelo pai em face da vítima", conta Thaís.

    Foto: Polícia Civil/Divulgação

     

    De acordo com levantamentos, foi constatado que o primeiro abuso ocorreu em outubro de 2020. Os policiais ainda apuraram que o suspeito teria tentado abusar da vítima em outras oportunidades, a última, no dia 7 deste mês. Diante da gravidade dos fatos, a polícia representou pela expedição do mandado de prisão do suspeito à Justiça.

    O investigado, que estava preso pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, saiu da prisão pela manhã e, na tarde do mesmo dia, foi localizado e preso pelo abuso sexual cometido contra a filha. Depois de cumprida as formalidades, o homem retornou ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

    A prisão foi realizada pela Delegacia de Polícia Civil em Manga, no Norte do estado.

    Denúncia

    A Polícia Civil reforça a importância da denúncia sobre casos de violência doméstica e familiar, para que as medidas necessárias de proteção à vítima e de responsabilização do agressor sejam adotadas. Os registros podem ser feitos na unidade policial mais próxima ou por meio do Disque 100, quando se tratar de fatos envolvendo crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência. Quando o assunto estiver relacionado à violência contra a mulher, o contato deve ser feito por meio da Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência - Ligue 180.

    Outra forma de registrar ocorrências do tipo, sem sair de casa, é pela Delegacia Virtual (https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br) para os casos de ameaça, lesão corporal e vias de fato, além de descumprimento de medida protetiva. Por meio da plataforma digital, as vítimas ainda podem solicitar a medida protetiva enquanto estiverem fazendo o registro.

    O aplicativo MG Mulher também é aliado no enfrentamento da violência doméstica. O app permite à usuária criar uma rede de contatos, que pode ser acionada em situação de perigo. Dessa forma, familiares e amigos podem ajudá-la ou acionar a polícia em caso de pedido de socorro. O aplicativo ainda reúne endereços e telefones de unidades policiais mais próximas, bem como instituições de apoio, além de diversos conteúdos sobre o tema.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]