Suspeito de ter matado e roubado professora aposentada em Caratinga é preso

Investigado possui antecedentes criminais por tráfico de drogas, furto e estelionato, sendo que, atualmente, cumpria prisão domiciliar

Por Plox

15/03/2022 13h55 - Atualizado há cerca de 2 anos

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu mandados de prisão temporária e de busca e apreensão expedidos contra um homem, de 36 anos, suspeito de envolvimento no latrocínio de uma professora aposentada, de 69 anos, em Caratinga-MG. O corpo da vítima foi encontrado no apartamento dela, no Centro da cidade, na noite do dia 25 de fevereiro deste ano.

Durante o cumprimento das ordens judiciais, o suspeito tentou fugir pulando o muro do imóvel, mas foi alcançado e preso. O investigado possui antecedentes criminais por tráfico de drogas, furto e estelionato, sendo que, atualmente, cumpria prisão domiciliar.

Foto: Reprodução

 

Entenda o caso

No dia 25, data de encontro do corpo da vítima, a polícia foi acionada após vizinhos sentirem um mau cheiro vindo do local, fato que foi associado à ausência da mulher nos últimos dias. Por meio de trabalhos periciais, constatou-se que a idosa, morta há dias, teria sido assassinada com golpes de martelo e faca.

Com o início das investigações, a PCMG conseguiu localizar o celular da vítima em posse de um homem, de 30 anos, que alegou ter adquirido o aparelho de um rapaz, de 24 anos. Após levantamentos, os policiais apuraram que o celular, inicialmente, estava com o suspeito de 36 anos. O homem teria sido contratado pela vítima para arrumar a calha da casa dela, tendo se aproveitado da ocasião para cometer o crime.

Foto: Reprodução
Destaques