5 motivos para conhecer o arquipélago de Chiloé, no Chile

Hotel Tierra Chiloé promove passeios, experiências gastronômicas e tratamentos de bem-estar no destino

Por Plox

15/03/2024 15h47 - Atualizado há 3 meses

Formado por aproximadamente 30 ilhas, o arquipélago de Chiloé é um dos destinos mais singulares do Chile. Seus cenários bucólicos são formados por florestas, praias e fiordes, que contrastam harmoniosamente com as tradicionais casas de madeira construídas sobre palafitas.

 Saiba mais sobre o destino e confira cinco bons motivos para visitá-lo. 

Foto: Divulgação

 

1. Conexão com a natureza

Chiloé é um destino remoto que convida os turistas a explorarem os benefícios de uma viagem contemplativa. De qualquer lugar do arquipélago é possível observar áreas verdes praticamente intocadas, ouvir os pássaros, respirar ar puro e sentir a brisa gelada do Pacífico.

O destino tem aproximadamente 183 mil habitantes, que são conhecidos por receber viajantes de forma calorosa – muitos gostam de contar histórias sobre a cultura local, que envolve lendas e muito misticismo. A capital Castro é o local mais populoso. Em ilhas menores, como Chelin, há pouco mais de 300 moradores.

2. Arquitetura típica e patrimônios da UNESCO

As construções em madeira são uma das marcas registradas de Chiloé. Tanto é que as casas erguidas sobre palafitas compõem alguns dos principais cartões-postais da região. Normalmente, são pintadas em cores vibrantes, que se destacam sob o céu predominantemente escuro do arquipélago.

O destino tem 16 igrejas declaradas como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Uma das mais surpreendentes é a Paróquia Santa Maria Del Loreto, que fica em Achao, capital da ilha Quinchao. Construído em 1740, o templo é todo feito em madeira, mas não conta sequer com um prego. Toda estrutura foi montada com encaixes e tarugos.

3. Hotéis incríveis

A hospedagem no arquipélago chileno pode ser uma atração à parte. Isso porque o destino é o lar do Tierra Chiloé, um dos melhores hotéis do país. Com enormes janelas panorâmicas nos quartos e nas áreas comuns, o empreendimento permite que o viajante desfrute de tudo que há de melhor no arquipélago com muito luxo, conforto e sofisticação.

Decorado com elementos que remetem aos materiais e à cultura local, o hotel incentiva que, entre um passeio e outro, os viajantes reservem um tempinho para cuidar do corpo e da mente. Há uma área de bem-estar chamada Uma Spa, onde é possível relaxar na piscina de borda infinita, na sauna ou com tratamentos como massagens, shiatsu e reflexologia. 

4. Gastronomia

A gastronomia é outro ponto alto de Chiloé. Durante a viagem, não deixe de experimentar as diferentes batatas cultivadas na região – são mais de 400 tipos. Há também ostras sempre fresquinhas e muitas receitas com peixes e frutos do mar.

Outra delícia imperdível – e disponível no restaurante do Tierra Chiloé – é o curanto, prato mais famoso da região, composto por mariscos, carne, legumes, milcaos e chapaleles. Os ingredientes são assados por quatro horas em um buraco na terra cheio de pedras quentes. 

5. Passeios inesquecíveis

Como não poderia deixar de ser, boa parte das atrações de Chiloé fica ao ar livre, para quem deseja se conectar com a natureza. Dá para fazer trilhas pelos bosques, percorrer caminhos de bicicleta e até praticar trekking e caiaque.

Além de organizar excursões guiadas, o Tierra Chiloé oferece o apoio de profissionais especializados que ajudam os viajantes a escolherem passeios de acordo com seus objetivos e suas preferências.

O melhor de tudo é que o hotel tem um barco próprio, usado para navegar entre os fiordes e explorar as ilhas. Em algumas ocasiões, os passageiros conseguem até avistar animais como pinguins e golfinhos durante os trajetos. 

Destaques