TV a cabo pirata é crime e põe em risco a segurança de dados do usuário

15/04/2019 08:36

Caso o sinal seja através do computador ou smartv, todos os equipamentos conectados à mesma rede Wi-Fi correm risco

Publicidade

Os usuários de serviços piratas de TV a cabo podem ter suas informações roubadas e são suscetíveis a ataques de hackers. A afirmação é um alerta do coordenador do curso de Defesa Cibernética da FIAP, Humberto de Souza.

Apesar de a prestação de serviços se assemelhar à de operadoras de TV a cabo regulamentadas, a utilização desses serviços irregulares, colocam em risco os dados do consumidor.

Caso o sinal seja através do computador ou smartv, todos os equipamentos conectados à mesma rede Wi-Fi correm risco, já que criminosos virtuais podem invadir e atacar através da rede.

"A pessoa não sabe onde os dados estão sendo armazenados e quais tipos de informações estão sendo coletadas sem autorização. Esse risco é ainda maior nos casos em que o serviço é oferecido diretamente pela internet”.

Tecnologia contra o crime

Algumas empresas de TV a cabo estão em busca de mais tecnologia como o uso de softwares para impedir os sinais ilegais.

Quem utiliza serviço clandestino pode ser sofrer as consequências penais, da mesma maneira que aqueles que vendem o sinal ilegalmente. O usuário clandestino incorre no mesmo delito de quem distribui os sinais clandestinamente ou fornece a quebra do código de acesso, porque contribui para a sua ocorrência, diz o artigo 183 da Lei Geral das Telecomunicações.

Atualizada às 9h38



Publicidade