Vereador é preso por agredir amante da esposa em Minas Gerais

Homem usou o celular da esposa para marcar um encontro com o amante dela e o agrediu com pauladas e chutes

Por Plox

15/04/2023 09h03 - Atualizado há cerca de 1 ano

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu nessa quinta-feira (13) um mandado de prisão preventiva expedido contra um vereador, de 46 anos, investigado por lesão corporal grave, constrangimento ilegal e furto. Os crimes ocorreram no dia 17 de março, no município de Serranópolis de Minas, na região Norte do estado. Além da prisão, os policiais civis cumpriram mandado de busca e apreensão na residência e no local de trabalho do investigado.


Conforme apurado pela equipe da Delegacia de Polícia Civil em Porteirinha, o suspeito, ao descobrir um caso extraconjugal entre sua esposa e a vítima, ministrou remédio para que a mulher dormisse e, usando o celular dela, encaminhou mensagem ao homem marcando um encontro.

No local combinado, usando um porrete, ele desferiu vários golpes na vítima e ainda a chutou diversas vezes na região da costela, provocando lesão corporal de natureza grave. Em seguida, o suspeito ameaçou a vítima e a obrigou a desbloquear o aparelho de telefone celular dela para ter acesso ao conteúdo das conversas trocadas entre ela e a esposa. Depois, o homem levou o celular.

Foto: divulgação PCMG

 

O delegado André Brandão, responsável pela investigação, explica que, com o avançar das apurações, representou pela prisão preventiva do investigado, bem como pela expedição do mandado de busca e apreensão no endereço dele e no gabinete na Câmara Municipal de Serranópolis de Minas. "Esses levantamentos visam corroborar com o conjunto probatório coletado nos autos, em que já apuramos a autoria e a motivação do crime", pontua.

O delegado salienta que o suspeito foi condenado recentemente pelo Tribunal do Júri da Comarca de Porteirinha por tentativa de homicídio cometido contra a esposa, em setembro do ano de 2021.

O investigado encontra-se no sistema prisional à disposição da Justiça.

Destaques