Complicações de saúde acometem surfistas após missão de resgate no Rio Grande do Sul

Dois atletas são diagnosticados com gripe H1N1 e um é hospitalizado; Pedro Scooby relata medidas preventivas adotadas.

Por Plox

15/05/2024 11h50 - Atualizado há cerca de 1 mês

Na última semana, um grupo de surfistas liderado por Pedro Scooby enfrentou severos desafios de saúde após uma missão de resgate em áreas afetadas por enchentes no Rio Grande do Sul. De acordo com relatos de Scooby em suas redes sociais, dois dos surfistas envolvidos foram diagnosticados com gripe H1N1, sendo que um deles encontra-se hospitalizado devido à gravidade de seu estado.

Reprodução Redes Sociais 

Intervenções médicas urgentes

Após o retorno da missão, Scooby revelou ter recebido vacinas antitetânica e contra a Hepatite A como precaução após ter contato com a água contaminada da região. "Hoje tomei duas vacinas, uma em cada braço, porque a gente teve uma baixa gigante no nosso time. Dois estão com H1N1, um está no hospital. Graças a Deus eu estou bem, só tomei as duas vacinas, uma antitetânica e outra contra a Hepatite", compartilhou o surfista em sua conta no Instagram.

Ação solidária

Além do relato médico, Scooby aproveitou para destacar o trabalho humanitário realizado pela sua esposa, Cíntia Dicker, que tem sido uma peça fundamental na organização de envios de mantimentos para as vítimas das enchentes. "Patroa está fazendo um trabalho lindo, não tinha essa dimensão, porque estava no Rio Grande do Sul resgatando pessoas. Quando eu cheguei aqui, que eu entendi o trabalho que ela está fazendo de ajudar as pessoas que estão querendo enviar mantimentos para o Sul. Carreguei caixas o dia inteiro ajudando ela e a amiga dela. Fechamos dois caminhões", detalhou Scooby.

Os desafios da missão

A equipe, que incluiu nomes como Lucas Chumbo, Ian Consenza e Iankel Noronha, chegou ao estado na segunda-feira (6) e permaneceu até sábado (11). Apenas no segundo dia, mais de mil pessoas foram resgatadas pelas ações coordenadas por Scooby e sua equipe. No entanto, as condições adversas interromperam temporariamente as buscas na quarta-feira (8) devido à intensidade das chuvas, danificando os equipamentos usados no resgate, incluindo jet-skis.

Scooby também mencionou os riscos ambientais enfrentados durante a missão. Na quinta-feira (9), ele relatou ferimentos nos pés causados pelo prolongado contato com água contaminada, cheia de detritos, incluindo animais mortos. Como medida de precaução, o surfista tomou medicação contra a leptospirose antes de embarcar para a área afetada.

Destaques