Conflito familiar pós-morte de campeã olímpica Walewska ganha novo capítulo com registro de queixa-crime

Família de Walewska acusa viúvo de coação e extorsão em meio ao processo de partilha de bens

Por Plox

15/05/2024 07h08 - Atualizado há 29 dias

A disputa em torno do patrimônio da ex-jogadora de vôlei e campeã olímpica Walewska, que faleceu em setembro de 2023, intensifica-se. Os pais da atleta entraram com uma queixa-crime no 78º Distrito Policial de São Paulo, nesta terça-feira, acusando o viúvo, Ricardo Alexandre Mendes, de coação durante o processo judicial e de extorsão relacionada a um apartamento em Belo Horizonte.

Foto: Reprodução/@walewska.oliveira

Contexto da disputa

Os pais de Walewska, que também são herdeiros, e Ricardo Mendes, inventariante dos bens, enfrentam um impasse na partilha do patrimônio deixado pela atleta. A tensão escalou em abril, quando Ricardo Mendes exigiu o pagamento de aluguel no valor de R$ 2.070 referente ao imóvel onde a família reside atualmente, conforme relatado por Eric Vaccarezza, advogado dos pais de Walewska.

Alegações e defesas

De acordo com Vaccarezza, há evidências de que o viúvo não apenas pressionou os pais de Walewska, como também ocultou ativos significativos adquiridos por ela, incluindo 23 imóveis em São Paulo e um carro Porsche Cayman, modelo 2011, avaliado em aproximadamente R$ 350 mil. O advogado destaca o comportamento contraditório de Ricardo, que, apesar de alegar dificuldades financeiras para custear o processo de partilha, realizou despesas elevadas com viagens para a Itália neste ano.

Reações e possíveis desdobramentos

O advogado João Manssur, representante de Ricardo Mendes, foi procurado para comentar as acusações, mas não respondeu até o fechamento desta edição. A situação permanece pendente de investigação, e novos desenvolvimentos são esperados à medida que o caso avança judicialmente.

Destaques