Brasileiras são as que mais buscam cirurgias íntimas em todo o mundo

15/06/2019 10:59

Em 2017, o Brasil fez 21 mil procedimentos, mesmo os procedimentos tendo custo elevado

Publicidade

Um estudo da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) apontou que o Brasil é o campeão em todo o mundo em ninfoplastia (cirurgia íntima feminina). O levantamento é de 2017 e mostrou que são feitos no país 21 mil procedimentos anuais. Os Estados Unidos ficam na segunda posição do ranking, com 11 mil ao ano. Maior procura é de mulheres entre 18 e 35 anos, segundo médico Freepik

Foto: Freepik


A idade de abrangência entre as cirurgias é dominada por mulheres entre 18 a 35 anos, com vida sexual ativa, e em sua maioria, solteiras. A opção pela ninfoplastia pode ter relação com a anatomia do órgão, mas também, a maioria dos casos, às questões estéticas. A informação é do cirurgião plástico Wendell Uguetto, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). 


De três anos para cá, segundo Uguetto, a busca pelos procedimentos aumentou aproximadamente 30%, por conta da internet, onde a mulher pode pesquisar informações a respeito sem exposição, pelo fato de ser considerada a cirurgia ‘da moda’, e principalmente, pela abertura das mulheres sobre temas sexuais. "Há casos até em que a mulher sente vergonha do marido". Entre as cirurgias íntimas, podem ser trabalhados procedimentos nos pequenos lábios, nos grandes lábios, na púbis e no clitóris, em média, até duas horas de operação. As cirurgias têm variação de valor entre R$ 7 mil e R$ 15 mil.

Atualização 11h21



Publicidade