Estudante de medicina, de 22 anos, morre após um mês internada

Segundo a família, a jovem sofreu tromboembolismo pulmonar

Por Plox

15/06/2023 15h26 - Atualizado há 10 meses

A jovem Samya Bucar, de 22 anos, estudante de medicina, faleceu nesta quarta-feira (14), após um mês de internação em Goiânia-GO, decorrente de um quadro de tromboembolismo pulmonar. Ela era original de Guaraí, no Tocantins, porém residia em Goiás há mais de três anos.

Samya ingressou na faculdade de medicina no Tocantins e depois transferiu-se para uma universidade particular de Goiás, situada em Goianésia, onde vivia com seu filho de 2 anos e 3 meses e o companheiro, pai da criança. Sua formatura era esperada para o próximo ano.

Foto: reprodução

 

No fatídico dia 17 de maio, enquanto realizava seu internato médico em Anápolis, Samya começou a se sentir mal. Após ser internada inicialmente na cidade, dois dias depois, foi transferida para um hospital particular em Goiânia em estado grave, sendo imediatamente encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com Sebastião Bucar, seu pai, Samya sofreu até sete paradas cardíacas no dia de sua internação e infelizmente não possuía nenhum fator de risco conhecido ou condição médica preexistente. "Faltou oxigênio no cérebro dela, e isso danificou muito o cérebro. Mas a origem desse trombo é desconhecida. Foi investigado e ela não tinha nenhum fator de risco. Foi subitamente. Ela não tinha problemas circulatórios, não tinha problemas cardíacos, nem histórico de cirurgia prévia”, revelou.

Durante um mês, Samya permaneceu internada na UTI, em meio a um agravamento de seu quadro clínico, exacerbado pelas paradas cardíacas e a falta de oxigênio cerebral.

Após a confirmação de sua morte em 14 de junho, o corpo de Samya foi levado à Guaraí na madrugada do dia seguinte, onde ocorreu o velório. O sepultamento está marcado para as 9h desta sexta-feira (16), na mesma cidade.

Destaques