Mineiro que estava na missa do padre Marcelo conta sobre ataque ao religioso

15/07/2019 09:05

Sillas Rocha atribui o fato do padre escapar ileso à fé que tem

Publicidade
 

O padre Marcelo Rossi passou um grande susto durante a missa que encerrava o acampamento Por Hoje Não (PHN), ao ser empurrado por uma mulher em Cachoeira Paulista, nesse domingo, 14 de julho. A cena chamou a atenção dos fiéis que participavam do evento. Um deles foi Sillas Rocha, morador de Montes Claros (MG), que acompanhava a missa junto à caravana de sua cidade. Siilas Rocha em grupo de Montes Claros no evento da Canção Nova (foto: Arquivo pessoal)

Sillas estava com um grupo de Montes Claros e presenciou o ataque- Foto: Arquivo Pessoal

Segundo o fiel, a mulher que empurrou o religioso, conseguiu passar por quase 50 pessoas e não foi vista, ou seja, não houve nenhum impedimento para que ela fosse à área em que padre Marcelo estava. Sillas explicou que no momento em que a fiel o atacou todos gritaram assustados, “ficaram perplexos após a queda, sem entender o que estava acontecendo. Mas, reagiram com muita fé quando ele se levantou”. Ainda conforme o fiel, todos aplaudiram e o momento foi de “emoção”. Para ele, o impedimento para que o sacerdote saísse praticamente ileso, é atribuído à “congregação do padre Marcelo Rossi e a fé dele em Nossa Senhora e em Jesus Cristo” que “fizeram efeito”. Sillas acredita que se o mesmo fato acontecesse em situação “humana”, o final seria diferente: “Com certeza, ele teria machucado muito, até pelo fato de ser uma pessoa que tem problemas de coluna. Isso é uma grande prova de foi algo sobrenatural”.

O empurrão

O ataque ocorreu na comunidade Canção Nova. A celebração era vista por muitas pessoas pela internet. Padre Marcelo pregava quando a mulher o empurrou, caindo sobre pessoas que participavam da missa.  A mulher foi retirada do palco por um padre que seria exorcista. Depois, ela foi levada para a delegacia para prestar esclarecimentos, de onde foi liberada.

Veja o momento exato do empurrão:

Atualizada às 9h53



Publicidade