Fabriciano vai construir o 1º centro integrado de serviços públicos para população idosa do Brasil

A ordem de serviço autorizando o início das obras foi assinada pelo prefeito Dr. Marcos Vinicius na abertura da Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional

Por Plox

15/07/2023 11h26 - Atualizado há 9 meses

Não é novidade que a expectativa da população brasileira avança a cada dia. E com ela, os desafios de toda a sociedade, incluindo o poder público, em criar condições para um envelhecimento mais ativo e saudável das pessoas. Pensando nisso, o município de Coronel Fabriciano, no Vale do Aço, anunciou nessa sexta-feira (14), o projeto da Cidade Melhor da Idade, o primeiro centro integrado de serviços públicos para população idosa do Brasil. Com investimento estimado em mais de R$ 10 milhões, o equipamento já começa a ser erguido pela Prefeitura nos próximos dias e estima-se que em um ano, estará em funcionamento.

A ordem de serviço autorizando o início das obras foi assinada pelo prefeito Dr. Marcos Vinicius na abertura da Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

 

O prefeito Marcos Vinicius assinou a ordem de serviço. Foto: PCF/Divulgação.

“É um projeto inovador, uma concepção diferente, pois vamos integrar, num mesmo local, diferentes serviços voltados para a terceira idade voltados de acordo com as suas necessidades. Nesse formato, nessa lógica de política pública 100% gratuita, posso assegurar que a Cidade da Melhor Idade será a primeira do Brasil. Porque precisamos cuidar de quem já cuidou da gente”, afirma o prefeito Dr. Marcos Vinicius, que também é médico geriatra.

Projeto em 3D de como será a fachada do local. Foto: PCF/Divulgação.

 

O novo equipamento público ocupará uma área de aproximadamente seis mil metros quadrados (6 mil m²), sendo quase três mil metros quadrados (3 mil m²) de área construída no bairro Mangueiras, ao lado do Hospital Metropolitano da Unimed.

 

Área destina para a construção do projeto.  Foto: PCF/Divulgação.

O recurso para a construção da Cidade da Melhor Idade é proveniente do município com participação do Fundo Municipal do Idoso.

A solenidade de assinatura da ordem de serviço foi acompanhada por secretários municipais, vice-prefeito, vereadores, conselheiros municipais e populares.

Serviços integrados

Diferentes de outras casas de atendimento aos idosos espelhados no Brasil, a Cidade da Melhor Idade de Fabriciano vai conjugar, num mesmo local, serviços de diferentes complexidades da rede socioassistencial do município de atenção ao idoso. A Secretária de Governança de Assistência Social, Letícia Godinho, antecipa os serviços que serão oferecidos.

“São eles: acolhimento institucional de longa permanência (asilo, hoje oferecido pelo Lar dos Idosos); convivência e fortalecimento de vínculo (VivaIdade) e o Centro Dia, serviço inédito para atender idosos que residem com suas famílias, cujos filhos e parentes ou cuidadores precisam trabalhar e não tem onde deixá-los e que eles (idosos) estejam mais debilitados e necessitam recuperar a sua autonomia” detalha Letícia.

Bloco do Centro de Convivência em 3D.  Foto: PCF/Divulgação.

 

“A proposta da Cidade da Melhor Idade é se aproximar mais à uma ‘casa’, um espaço que garanta autonomia aos idosos do que um hospital. E a porta de entrada para os serviços que lá serão oferecidos serão os CRAS nos territórios da população”, completa a secretária.

O projeto da Cidade da Melhor Idade de Fabriciano foi concebido para abarcar todas as necessidades do público idoso, com acessibilidade completa e segurança. Serão três blocos, um para cada tipo de serviço, além de áreas de convivência com paisagismo, piscina, academia ao ar livre e quadra coberta.

Dentre os blocos que serão construídos, destaque para o novo Lar dos Idosos, que contará com uma área de 1.180,39 m².  Serão 20 dormitórios com banheiro individual e capacidade para idosos em cada quarto; espaço ecumênico e/ou meditação; pátio externo com jardim; sala de conveniência; enfermaria/fisioterapia; refeitório, cozinha e dispensa; lavanderia e rouparia; sanitários e outros. 


 

Destaques