Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Foragido condenado a mais de 70 anos de cadeia é preso com drogas em Minas

    Entre os crimes cometidos pelo homem estão o de crimes de homicídio e latrocínio

    Por Plox

    15/09/2021 21h25 - Atualizado há 5 dias

    Um foragido da justiça que foi condenado a mais 70 anos de cadeia, foi preso com drogas, dinheiro e armas nessa terça-feira (14). O homem de 29 anos, estava preso pelos crimes de homicídio, latrocínio, extorsão mediante sequestro e coação no curso do processo. O fato aconteceu em em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

    Ele havia fugido do sistema prisional, no dia 20 de março deste ano, após pular o muro do presídio. Desde a fuga, o homem teria cometido, pelo menos, dois homicídios consumados e outros dois tentados. Uma das vítimas foi morta diante do filho de 7 anos. “Nós temos a informação de que ele fez uma lista, ao sair da cadeia, com 21 nomes de pessoas que ele pretende matar, e ele tem levado isso bem a sério”, conta o delegado Fábio Werneck.

     

    Foto: Divulgação/PCMG

     

    O suspeito ainda é investigado como mandante em outros quatro assassinatos, além de ser apontado como líder de uma organização criminosa especializada no tráfico de drogas, atuante no bairro Porto Seguro, em Ribeirão das Neves.

    Durante buscas na casa do foragido, policiais civis encontraram 37 tabletes prensados de maconha (mais de 18 quilos), outros 11 de cocaína (mais de 11 quilos), pés de maconha, R$ 8,9 mil, uma arma de fogo, um veículo, notebook, celulares, documentos, prensas hidráulicas e balanças digitais. Além disso, foram arrecadadas munições calibre 380 semelhantes aos elementos balísticos encontrados nas cenas de dois homicídios. “Acredito que o prejuízo que ele teve com essa apreensão seja superior a R$ 650 mil”, ressalta Fábio.

    O homem, que tentou fugir durante a ação policial, foi preso em virtude de mandados de prisão relativos à organização criminosa, um dos homicídios e pela execução penal, além do flagrante por tráfico de drogas, organização criminosa e posse ilegal de arma de fogo e munições.

    Homicídios

    Conforme explica Fábio Werneck, dos quatro casos investigados, dois homicídios consumados e um tentado foram executados de forma semelhante. O suspeito ia até à casa da vítima e, dentro do imóvel, atirava contra os desafetos. No dia 30 de julho, ele matou um ex-parceiro de crime, diante do filho de 7 anos, e, no dia 18 de agosto, executou outro desafeto da mesma forma. A terceira vítima conseguiu fugir após ser atingida no dedo.

    No quarto caso investigado, crime cometido em Esmeraldas, Região Metropolitana, a vítima foi um homem que estaria se relacionando com a ex-companheira do suspeito. Mesmo após ser atingido por vários tiros e ainda ser atropelado, o homem sobreviveu ao ataque.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]