Calor extremo em BH coloca moradores de rua em risco

Temperaturas dentro de barracas podem atingir até 45ºC, elevando preocupações com saúde

Por Plox

15/11/2023 16h37 - Atualizado há 6 meses

Vulnerabilidade em Alta Temperatura: Em Belo Horizonte, onde mais de cinco mil pessoas vivem em situação de rua, a onda de calor recente tem causado preocupações significativas. O meteorologista Ruibran dos Reis alertou que a sensação térmica dentro das barracas habitadas por essa população pode atingir entre 42ºC a 45ºC, o que representa um sério risco para a saúde.

 Foto: Videopress produtora

Riscos à Saúde: Leandro Curi, médico, explicou os perigos da exposição prolongada a altas temperaturas, que podem levar a desidratação grave, desmaios e problemas cardiovasculares. Ele enfatizou que crianças e idosos são particularmente vulneráveis a esses efeitos.

Desafios da Vida nas Ruas: As recomendações padrão de saúde, como a ingestão de líquidos e a busca por ambientes frescos, são praticamente inacessíveis para quem vive nas ruas, dada a falta de abrigo adequado e acesso restrito a água potável e alimentos leves.

Medidas da Prefeitura: Em resposta a esta crise, a Prefeitura de Belo Horizonte iniciou a distribuição de água nas regiões da cidade e oferece orientações sobre cuidados durante o calor. Além disso, a cidade disponibiliza Centros Pop, abrigos e casas de passagem, onde as pessoas em situação de rua podem tomar banho, usar sanitários, lavar roupas, fazer lanches e beber água. Os Restaurantes Populares também fornecem acesso gratuito à alimentação.

Destaques