Prefeito de Fabriciano afirma que não vai seguir Onda Roxa

O prefeito disse à população que o que está valendo no município é o decreto número 7.510/2021, que ele publicou na última sexta-feira (12)

Por Plox

16/03/2021 19h40 - Atualizado há cerca de 3 anos

Em live retransmitida ao vivo pelo portal Plox no início da noite desta terça-feira (16), o prefeito de Coronel Fabriciano-MG, Marcos Vinicius (PSDB), afirmou que não vai seguir a Onda Roxa do programa Minas Consciente.

O prefeito disse à população que o que está valendo no município é o decreto número 7.510/2021, que ele publicou na última sexta-feira (12) , com novas normas para conter o contágio da Covid-19. O decreto começou a valer a partir de ontem (15).

Durante a live, Marcos Vinicius fez duras críticas ao governador Romeu Zema (NOVO). O prefeito disse que o governador deverá amparar os pais de família que ficarão em casa sem trabalhar.

Marcos Vinicius também criticou as atividades inseridas pelo governador como essenciais, como escritórios de contabilidade, de advocacia e até motéis. Ele ainda disse que o governador deve ser surfista, pois entende muito de ondas.

Foto: Reprodução

Veja a live:

 

Veja os detalhes do referido decreto ao qual o prefeito se refere como sedo “o que esta valendo em Coronel Fabriciano”:

É proibida a aglomeração de pessoas em qualquer ambiente e eventos públicos ou privados.

A Polícia Militar vai auxiliar na fiscalização. Em caso de descumprimento, o responsável está sujeito às medidas penais, incluindo a possibilidade de prisão em flagrante; multa, suspensão e até cassação de alvará, no caso de estabelecimentos.

Nos próximos 21 dias, ficam proibidas: a utilização dos espaços públicos de lazer, prática de esportes coletivos de contato físico em todo município e funcionamento de saunas coletivas.

Os Bares, restaurantes e similares, deverão encerrar as atividades presenciais às 21h (após este horário, só delivery), com tolerância máxima de 1 hora. Durante o horário permitido, poderão servir somente pessoas sentadas em cadeiras, respeitando o distanciamento mínimo de 1 pessoa a cada 4 metros quadrados. “Trenzinhos da Alegria” também estão impedidos de circular.

As restrições já haviam sido antecipadas pelo prefeito Dr. Marcos Vinicius na quinta-feira, 11, após reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19. O chefe do Executivo afirmou que o município não vai aderir à “onda roxa” do governo do Estado, mas ele reforça que a “população não pode relaxar com os cuidados individuais” e afirma que o município vai endurecer na fiscalização. “A solução não é lockdown, fechar tudo... Mas existem regras e o Decreto Municipal será cumprido”, resume.

Segundo o Jurídico do Município, “foi constatado descumprimento das normas decretadas pelos atos normativos municipais, assim, medidas mais enérgicas de proteção à sociedade, devem ser adotadas neste momento”, daí a necessidade de novo decreto visando o “reforço na fiscalização das medidas de segurança sanitárias destinadas ao comércio local e à população em geral”.

Vale lembrar que o uso de máscaras cobrindo o nariz e boca, disponibilizar álcool em gel e manter o distanciamento mínimo continuam obrigatórios e válidos para todos.

BANCOS, ÔNIBUS E IGREJAS

O Decreto Municipal determina ainda que agências bancárias deverão estender seus horários de atendimento para evitar aglomeração de pessoas, bem como organizar filas internas ou externas ao estabelecimento, mantendo distância de 2 (dois) metros entre as pessoas, uso de máscara sobre o nariz e boca, e ainda, fornecer álcool 70%.

Está previsto mais rigor na fiscalização no transporte público municipal – que não poderá circular com passageiros em pé. Para evitar aglomerações, as empresas concessionárias deverão reforçar sua frota nos horários de pico, de 6h às 8h e de 17h às 20h. Igrejas e templos religiosos também precisarão reforçar as medidas de segurança sanitária durante as celebrações.

Foto: Divulgação PMCF

 

AULAS PRESENCIAIS MANTIDAS

Por não existir evidencia científica, bem como os números não indicarem aumento nos casos de infecção em decorrência de aulas presenciais, permanecerão autorizadas as atividades escolares presenciais nas redes públicas e privadas de ensino, no âmbito do município de Coronel Fabriciano-MG.

APOIO E DENÚNCIAS

O setor de Fiscalização da Prefeitura de Fabriciano está funcionando em parceria com a Vigilância Sanitária e Polícia Militar, inclusive com equipes atuando em regime de plantão nos finais de semana e feriados. O apoio da população é fundamental ao enviar denúncias de irregularidades e aglomeração de pessoas ao órgão. As penalidades variam desde a notificação, multa de 500 UPFCF (Unidade Padrão Fiscal de Coronel Fabriciano – em torno de R$ 1.200) que pode dobrar em caso de reincidência, até a suspensão dos alvarás de funcionamento e sanitário.

As denúncias podem ser enviadas:
Setor de Fiscalização: 3841-1134

Ouvidoria: 3846-7065

Aplicativo E-Ouve, disponível para download gratuito.
 

Destaques