José Dirceu terá que se entregar à Justiça até às 16 horas desta sexta-feira

16/05/2019 23:02

O ex-ministro já havia sido condenado em 2017, por recebimento de R$ 2,1 milhões em propina de contratos na Petrobras

Publicidade

O ex-ministro José Dirceu terá que se apresentar à Justiça até às 16 horas desta sexta-feira, 17 de maio. Dirceu havia entrado com um recurso para cancelar sua segunda pena na operação Lava Jato. Entretanto, o pedido não foi acatado pela Quarta Seção do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Horas depois, veio a determinação do juiz federal Luiz Antonio Bonat, que tem suas atribuições na operação em primeira instância.

José Dirceu- Foto: Agência Brasil

José Dirceu foi condenado em 2017 por lavagem de dinheiro e corrupção- Foto: Agência Brasil

"Expeça-se, conforme determinado pelo Egrégio Tribunal Regional Federal da 4ª Região, mandado de prisão em face de José Dirceu de Oliveira e Silva, para início do cumprimento provisório da pena, e encaminhe-se à autoridade policial para cumprimento", emitiu a ordem. Dirceu deve se entregar em Curitiba, na Superintendência Regional de Polícia Federal no Paraná, e a determinação é de que o ex-ministro cumpra imediatamente a condenação de 8 anos e 10 meses. Os crimes imputados a ele são de lavagem de dinheiro e corrupção. 

José Dirceu havia recebido uma condenação em 2017, porque ele teria recebido R$ 2,1 milhões em propina de contratos na Petrobras, entre os anos de 2009 e 2012. Quem proferiu a sentença foi o, na época, juiz federal Sergio Moro. 

Atualizada às 9h20



Publicidade