ANTT aprova edital para duplicação da BR-381 de BH a Governador Valadares

Projeto prevê R$ 10 bilhões em investimentos e leilão marcado para 29 de agosto

Por Plox

16/05/2024 11h41 - Atualizado há 10 dias

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou o edital para a concessão e duplicação da BR-381, um importante passo para a realização da obra tão aguardada pelos mineiros. O edital será publicado amanhã, e o leilão está marcado para o dia 29 de agosto, prevendo quase R$ 10 bilhões em investimentos.

Foto: reprodução/Twitter/Tarcísio Gomes de Freitas/ministro de Infraestrutura

 

O projeto abrange a duplicação de 134 km, a adição de faixas em outros 138 km e várias intervenções ao longo dos 304 km que ligam Belo Horizonte a Governador Valadares. A concessão incluirá a recuperação, manutenção, conservação, operação, monitoramento e ampliação da capacidade da rodovia, um importante corredor logístico para Minas Gerais e o Brasil.

Foto: reprodução X

 

A previsão de investimentos é de R$ 9,531 bilhões, com R$ 5,769 bilhões destinados a obras (CAPEX) e R$ 3,762 bilhões a operação (OPEX). As obras incluem 134 km de duplicações, 138 km de faixas adicionais, 12 km de vias marginais, 37 dispositivos (trevos, diamantes e trombetas), 36 passarelas e uma área de escape. A conclusão das obras está prevista para até o oitavo ano da concessão.

Durante a fase de ampliação, a concessionária ficará responsável pela operação e atendimento aos usuários na saída de Belo Horizonte, oferecendo serviços de ambulância, guinchos e viaturas de inspeção. Estima-se que o projeto gerará 69.224 empregos, sendo 44.957 diretos e 21.201 indiretos, além de arrecadar R$ 1,302 bilhões em ISS ao longo da concessão.

Foto: PRF/ Divulgação / arquivo

 

O projeto é crucial para a população de Minas Gerais, especialmente para as cidades de Governador Valadares, Ipatinga, Coronel Fabriciano, Antônio Dias, Nova Era, João Monlevade, Sabará e Belo Horizonte. A rodovia é conhecida pelo elevado fluxo de veículos e intenso tráfego de caminhões.

Após ajustes e melhorias técnicas, contratuais e regulatórias, o projeto foi novamente apresentado ao mercado. A supressão dos lotes 8A e 8B, e a alocação das obras de ampliação e reassentamento ao DNIT, são algumas das mudanças implementadas para tornar a concessão mais atraente.

O Governo Federal espera que, com essas atualizações, a BR-381 se torne uma rodovia mais moderna e segura, atendendo melhor às necessidades dos usuários e da região.

Destaques