Casal de influenciadores mineiros é preso por promover jogos de azar e crimes contra a economia

Durante a operação, foram confiscados três veículos de luxo, estimados em mais de R$ 1 milhão.

Por Plox

16/05/2024 08h08 - Atualizado há 7 dias

Uma operação policial prendeu um casal de influenciadores digitais de Minas Gerais, conhecidos por promover jogos de azar e cometer crimes contra a economia popular. A ação ocorreu nesta quarta-feira (15/5), em um condomínio de luxo em Serra, Espírito Santo.

crédito: PCMG/Divulgação

Mandados e apreensões
A Polícia Civil de Minas Gerais coordenou a operação com o objetivo de cumprir mandados de sequestro e bloqueio de bens móveis e imóveis, além de busca e apreensão de objetos avaliados em cerca de R$ 30 milhões. Durante a operação, foram confiscados três veículos de luxo, estimados em mais de R$ 1 milhão.

Acusações
O casal, com idades de 21 e 22 anos, foi autuado em flagrante pelos crimes de promoção de jogos de azar e crime contra a economia popular. Eles foram levados para a Delegacia de Polícia em Guarapari.

Vida de luxo e movimentação suspeita de dinheiro

Estilo de vida
Os influenciadores, que têm mais de um milhão de seguidores nas redes sociais, ostentavam uma vida de luxo com viagens internacionais e posses extravagantes, como um telefone de ouro comprado em Dubai. Essa ostentação despertou a atenção das autoridades.

Investigação e cooperação
De acordo com o delegado Márcio Rocha, responsável pelas investigações, o casal movimentou cerca de R$ 20 milhões de maneira suspeita em suas contas bancárias, dinheiro que seria proveniente do "Jogo do Tigrinho". As investigações começaram na 4ª Delegacia de Polícia Civil em Juiz de Fora e contaram com o apoio da Força-tarefa de Combate ao Crime Organizado e da Polícia Rodoviária Federal, durante um período de seis meses.

Destaques