Duplicação da BR-381 entre Belo Horizonte e Governador Valadares é aprovada pela ANTT

Edital prevê investimentos de R$ 9,531 bilhões em duplicações e faixas adicionais, com conclusão estimada em oito anos

Por Plox

16/05/2024 12h21 - Atualizado há 13 dias

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou o edital para a duplicação da BR-381 no trecho entre Belo Horizonte e Governador Valadares. O leilão, agendado para 29 de agosto, espera atrair investimentos significativos, totalizando R$ 9,531 bilhões. O edital será oficialmente publicado nesta sexta-feira (17).

Detalhes das Intervenções

O projeto prevê uma série de intervenções na rodovia, incluindo 134 quilômetros de duplicações, 138 quilômetros de faixas adicionais, 12 quilômetros de vias marginais e a construção de 37 dispositivos como trevos e 36 passarelas. Uma área de escape também faz parte do plano. Segundo a ANTT, esses investimentos serão divididos entre CAPEX (R$ 5,769 bilhões) e OPEX (R$ 3,762 bilhões).

CAPEX refere-se aos gastos para aquisição ou melhoria de ativos de longo prazo, como novas pistas e pontes. Já OPEX cobre os custos operacionais diários, como a manutenção do asfalto e dos equipamentos existentes na rodovia.

Mudanças no Projeto e Expectativas

A decisão de excluir a concessão do trecho do Lote 8, que inclui desapropriações logo na saída de Belo Horizonte, é uma das principais mudanças no edital. Este trecho agora será financiado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). A exclusão visa aumentar o interesse das empresas no leilão, após o último edital não ter despertado interesse. A expectativa é que, com essas alterações, as obras possam finalmente ser iniciadas e concluídas dentro do prazo de oito anos.

Destaques