Força-tarefa cumpre mais de 100 mandados contra facções em MG e RJ

Operações envolvem 450 policiais e visam líderes de organizações criminosas

Por Plox

16/05/2024 10h13 - Atualizado há 7 dias

Na manhã desta quinta-feira (16 de maio), a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco/MG) deflagrou as operações Peloponeso I e II, com o objetivo de desarticular facções criminosas atuantes em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Com a participação de aproximadamente 450 policiais das polícias Civil, Federal, Militar e Penal, estão sendo cumpridos 105 mandados de prisão preventiva e 96 mandados de busca e apreensão.

Os mandados são executados nas cidades mineiras de Além Paraíba, Contagem, Juiz de Fora e Volta Grande, além das cidades fluminenses de Carmo, Itaperuna e Sapucaia. Segundo a Ficco/MG, os alvos são membros de organizações criminosas que operam na região. Parte desses mandados é cumprida dentro de penitenciárias em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Divulgação

Bloqueio de bens e prisões

Além das prisões, as operações incluem o sequestro judicial de dois imóveis no Rio de Janeiro, avaliados em R$ 1,5 milhão, e de um veículo blindado. Também foi determinado o bloqueio judicial de valores pertencentes a 23 investigados. Entre esses, há membros de facções com forte presença no estado do Rio de Janeiro.

Os principais alvos dos mandados de prisão são lideranças regionais das facções criminosas, já condenados por crimes como tráfico de drogas e participação em organizações criminosas. Um dos investigados é um foragido das justiças do Mato Grosso e do Tocantins, enquanto outro é identificado como líder de uma facção do Rio de Janeiro que atua em Minas Gerais.

Destaques