Gaúchos retornam para casa após inundações no RS

Prefeituras registram aumento de moradores voltando aos lares; Defesa Civil alerta para riscos nas áreas atingidas

Por Plox

16/05/2024 07h57 - Atualizado há 6 dias

Com o escoamento das águas em diversas cidades do Rio Grande do Sul, as prefeituras têm observado um aumento significativo no número de moradores que retornaram para suas casas. Segundo a Confederação Nacional de Municípios, cerca de 10 mil pessoas já voltaram para suas residências. Apesar disso, a Defesa Civil mantém o alerta para que os habitantes não retornem às áreas atingidas, devido aos riscos ainda presentes.

Situação atual dos desalojados e abrigados

Até o momento, o último balanço indica que 538 mil moradores continuam desalojados e 76 mil permanecem em abrigos. A catástrofe climática afetou diretamente mais de 2,1 milhões de pessoas no estado, causando destruição e desordem em várias comunidades.

Recomendações da Defesa Civil

A Defesa Civil enfatiza que, embora a água tenha escoado em muitas regiões, ainda há perigos como deslizamentos de terra, infraestruturas comprometidas e falta de serviços essenciais. "Pedimos que a população aguarde a liberação oficial das áreas pelas autoridades competentes antes de retornarem às suas casas," declarou um representante da Defesa Civil.

Esforços contínuos de recuperação

Enquanto isso, esforços de recuperação e assistência continuam a ser implementados para apoiar os moradores afetados. Equipes de resgate, voluntários e organizações não-governamentais trabalham incessantemente para fornecer ajuda e reestabelecer condições seguras para o retorno dos moradores.

Destaques