Mulher pede socorro após ser agredida pelo ex-companheiro em Ipatinga

Ela foi ao centro de Ipatinga comprar um presente para um neto quando foi surpreendida pelo ex-companheiro, que começou a puxá-la pelo braço e afirmar que não aceitava o fim do relacionamento

Por Plox

16/05/2024 17h05 - Atualizado há 13 dias

Uma mulher solicitou ajuda ao COPOM informando que estava sendo agredida fisicamente pelo ex-companheiro na Rua Ouro Preto, nessa quarta-feira (15). 

A equipe da Polícia Rodoviária Estadual localizou o casal na rodovia BR-458, nas proximidades do cruzamento com a Rua Ouro Preto, onde o agressor ainda puxava a vítima pelo braço.

Foto: Reprodução/Google Maps

A vítima relatou que manteve um relacionamento com o autor por aproximadamente sete meses. Há cerca de seis meses, o autor deixou a residência e não fez mais contato. A mulher seguiu com sua vida normalmente até o dia do ocorrido. Ela foi ao centro de Ipatinga comprar um presente para um neto quando foi surpreendida pelo ex-companheiro, que começou a puxá-la pelo braço e afirmar que não aceitava o fim do relacionamento. Ele disse que ela não poderia ficar com mais ninguém e, caso não ficasse com ele, não ficaria com mais ninguém. Ao puxar seu braço com mais força, a vítima começou a gritar por socorro.

Uma equipe da Polícia Rodoviária Estadual, que passava pelo local, amparou a mulher. Quando questionado, o agressor confirmou que não aceitaria o fim do relacionamento e que, mesmo sendo preso, continuaria a perseguir e perturbar a vítima assim que fosse liberado.

O agressor foi preso e conduzido à delegacia para as providências cabíveis. A vítima acompanhou o desenrolar da ocorrência. O autor não portava nenhum documento de identificação pessoal no momento da prisão.

Destaques