Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Polícia Civil detalha mais sobre o assassinato de estudante da UFRJ

    Vítima foi sequestrada e morta por traficantes no ano passado

    Por Plox

    17/02/2021 09h49 - Atualizado há 7 meses

    A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense chegou a conclusão de que Marcos Winícius Tomé Coelho de Lima, de 20 anos, foi levado para a Estrada do Sumaré, via que corta a Floresta da Tijuca e lá, próximo ao acesso de algumas favelas, foi executado.

    A vítima, Marcos Winícius Tomé Coelho de Lima. Foto: arquivo pessoal

     

    O estudante de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi sequestrado no dia 8 de outubro do ano passado, na Urca, Zona Sul do Rio. Ele estava de bicicleta quando um carro branco surgiu na contramão e o atingiu. Câmeras de segurança gravaram o momento.

    Momento em que a vítima foi surpreendida pelos sequestradores. Foto: reprodução

     

    Ainda segundo as investigações, o crime foi motivado por um roubo de uma carga de drogas em que a vítima havia participado. Um dos donos da carga era Denner Dias Barcia Alves, preso como suspeito de ter sido o mandante do assassinato. No dia do crime, junto com ele, no carro que atingiu a vítima, ainda estava Igor Moreira Dantas que está foragido.

    Denner Dias Barcia Alves, de 28 anos. Foto: divulgação 

     

    O local para onde o estudante foi levado foi identificado por meio de dados do celular da vítima que apontam que ele estava na Rua Barão de Petrópolis, que corta as favelas do Fallet e Fogueteiro. 

    Minutos depois, Denner fez uma ligação para outro suspeito, José Ricardo dos Santos Pontes Junior, o Russão da Ilha, que também está foragido. José também era um dos donos da carga. O local da ligação apontou a Estrada do Sumaré, próximo ao acesso ao Morro do Turano. Em um intervalo de 23 minutos, os sequestradores ficaram circulando com a vítima pela região, cercada por favelas.

    O Disque Denúncia pede informações sobre o paradeiro de José Ricardo dos Santos Pontes Junior, o Russão da Ilha, Igor Moreira Dantas.

     

    Já na madrugada do dia 9, o carro usado pelos criminosos foi flagrado em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, próximo ao local onde o corpo da vítima seria encontrado na manhã seguinte.

    Jaul Carvalho Carneiro de Mendonça também foi preso acusado de monitorar a vítima antes do sequestro. Os traficantes que mataram Marcos Winícius são de classe média alta, especializados no trafico de drogas como Skunk, maconha hidropônica e haxixe. A Polícia Civil investiga a participação de policiais militares no bando que roubou a droga. 
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]