Lula discute questão palestina e critica ONU na Etiópia durante cúpula da União Africana

Presidente brasileiro se reúne com líder palestino e lamenta cancelamento de encontro com secretário-geral da ONU, António Guterres.

Por Plox

17/02/2024 11h24 - Atualizado há 4 meses

Na Etiópia, durante a 37º Cúpula da União Africana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou-se com o primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Mohammad Shtayyeh, neste sábado, 17. O encontro, que ocorreu em Adis Abeba antes do discurso do presidente brasileiro na cerimônia de abertura, foi marcado pela discussão da questão palestina, um tema delicado que ressalta a necessidade de humanismo nas relações internacionais.

Foto: Ricardo Stuckert / PR

 Lula aproveitou a ocasião para expressar sua visão sobre o conflito israelense-palestino, condenando os ataques do Hamas contra civis israelenses e a resposta desproporcional de Israel, que resultou em milhares de vítimas palestinas, principalmente mulheres e crianças, e no deslocamento forçado da maioria da população de Gaza.

A agenda do presidente brasileiro também incluía um encontro com António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, que foi cancelado devido à ausência de Guterres na África. Lula, que já havia criticado a eficácia da ONU em evitar conflitos antes de chegar à Etiópia, reiterou suas preocupações sobre o papel da organização e do Conselho de Segurança na promoção da paz mundial. “Por mais que eu procure, não encontro explicação de porque a ONU não tem força suficiente para evitar que essas guerras aconteçam, antecipando qualquer aventura, porque a guerra não traz benefício a ninguém. Traz morte, destruição e sofrimento”, destacou o presidente em declarações anteriores no Egito.

 

Destaques