Anestesista é acusado de envenenamento, levando nove pacientes à morte

17/05/2019 11:01

Ele pode ter sido o responsável por 17 envenenamentos em pacientes com idades entre 4 e 80 anos

Publicidade

A polícia investiga um anestesista suspeito de intoxicação a vários pacientes na França. A acusação é de que ele envenenava suas vítimas para que mostrasse sua capacidade como médico em atendimentos emergenciais. O resultado das manifestações de ‘habilidade’ resultou em nove mortes. 

Frédéric pode pegar prisão perpétua- Foto: reprodução

Se for incriminado, Frédéric pode pegar prisão perpétua- Foto: Reprodução/France3/Olivier Lejeune

Frédéric Péchier, de 47 anos, teria falsificado os invólucros para indução de anestesia no momento em que os pacientes passavam por cirurgias. O volume das acusações contra Frédéric só cresce, pois anteriormente, havia a acusação de que ele teria intoxicado sete pessoas, o levando à prisão em 2017. Porém, o anestesista pode ter sido o responsável por outros 17 envenenamentos, em pessoas com idades entre 4 e 80 anos. 

A polícia o inquiriu sobre 66 casos de parada cardíaca durante cirurgias em pacientes considerados de baixo risco. As acusações sobre os 17 pacientes, que são mais recentes, fazem partes desses casos. O advogado do acusado, Jean-Yves Le Borgne, informou que os supostos envenenamentos não passam de “uma hipótese”, além de dizer que a polícia modificou falas que o cliente deu em seus primeiros depoimentos. O acusado se diz inocente e informou que diante de qualquer sentença, “sua carreira acabou”. Caso seja condenado pelos crimes, Frédéric pode pegar prisão perpétua.

Atualizada às 12h25



Publicidade