Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Bandidos fazem desvios no programa Farmácia Popular; prejuízo pode chegar a milhões

    A investigação iniciou-se a partir das reclamações de pessoas que encontraram o nome na listagem entre aquelas que retiraram medicamentos no programa

    Por Plox

    17/05/2022 13h14 - Atualizado há cerca de 2 meses

    O programa do Governo Federal Farmácia Popular está sendo alvo de desvio de dinheiro público por criminosos. O esquema envolvia farmácias fantasmas e criminosos que usavam nomes de terceiros, até mesmo de mortos, para adquirir os remédios. Os medicamentos eram liberados irregularmente para desviar dinheiro. 

    A investigação iniciou-se a partir das reclamações de pessoas que encontraram o nome na listagem entre aquelas que retiraram medicamentos no programa, todavia as pessoas listadas dizem não terem recebido os remédios.

    Veja o vídeo:

     

    O programa Farmácia Popular do Brasil cumpre uma das diretrizes da Política Nacional de Assistência Farmacêutica e tem o objetivo de oferecer medicamentos considerados essenciais para diversas doenças, como hipertensão, diabetes, asma, colesterol alto, dentre outros, gratuitos ou com descontos para a população. 

    Um relatório de auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) mostra possíveis desvios de R$ 2,6 bilhões no país entre 2015 e 2020. Com base na investigação do Departamento Nacional de Auditorias do SUS (Sistema Único de Saúde), órgãos de controle têm procurado acusar os envolvidos na fraude. O Tribunal de Contas da União (TCU) contabiliza R$ 60 milhões em desvios, entre auditorias julgadas e outras sob análise.

    O Ministério da Saúde orienta a quem teve o nome usado neste golpe que procure  a ouvidoria do SUS (Sistema Único de Saúde). Para descobrir se os seus dados foram usados pelos estelionatários. É preciso verificar na seção Medicamentos, dentro do aplicativo Conecte SUS, através do CPF e senha de cadastro na sua conta do governo federal (gov.br). Confira o passo a passo dentro desta matéria em plox.com.br.

    Passo a passo para consultar se seus dados foram utilizados de forma indevida para retiradas de medicamentos:

    1. Baixe o aplicativo Conecte SUS na loja de aplicativos do seu celular

    2. Clique no ícone e faça o login com o CPF e senha cadastrados na conta gov.br (Caso não tenha uma conta gov.br, veja abaixo o passo a passo logo abaixo para criá-la.)

    3. Na seção Ações Rápidas, clique em Medicamentos

    4. Os remédios solicitados estarão na área Recebidos. Se você não possui registro não realizado, não há utilização indevida

    5. Caso haja algum registro que não tenha sido solicitado, procure a ouvidoria do SUS para relatar o caso.

    Passo a passo para criação gratuita da conta do governo (gov.br):

    1. Acesse o site ou baixe o aplicativo:

    Site Acesso (https://sso.acesso.gov.br)

    Aplicativo (App) gov.br (link iOS ou link Android)

    2. Após digitar seu CPF, clique em "Continuar". Leia, aceite os termos e clique em "Continuar";

    3. Aponte um dos bancos para criar a conta ou clique em "Tentar de outra forma", caso você não possua conta em banco ou não queira utilizá-la;

    4. Dê alguns de seus dados, como data de nascimento e nome da mãe, e clique em "Confirmar";

    5. Confirme alguns de seus dados;

    6. A plataforma vai enviar um código, que pode ser recebido via e-mail ou celular. Digite-o no local indicado;

    7. Crie uma senha que atenda os critérios exigidos;

    8. Com isso, já é possível fazer o login com a conta gov.br em outros serviços.


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]