Unileste promove campanha em solidariedade aos migrantes e refugiados

17/06/2019 15:21

A ação é uma parceria com a Cáritas do Brasil e arrecada fundos para os refugiados acolhidos pelo Programa Pana.

Publicidade

O Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste), em parceria com a Cáritas Brasileira, inicia hoje (17) uma campanha em solidariedade aos refugiados acolhidos pela organização humanitária no Brasil. A data abre a semana do Dia Mundial do Refugiado, celebrado em 20 de junho.

 A ação, denominada Campanha em Solidariedade aos Migrantes e Refugiados, convoca toda a comunidade para arrecadação financeira em benefício do Programa Pana, promovido pela Cáritas do Brasil e da Suíça com apoio do Departamento de Estado dos Estados Unidos. O objetivo do Programa é contribuir com a assistência humanitária e a integração de migrantes e refugiados que buscam reconstruir a vida no Brasil.

Divulgaçãofoto-Unileste-Campus-Fabriciano

 O Unileste, juntamente do Centro Educacional do Leste de Minas Gerais (CECMG) e do Colégio Padre de Man (CPM), estão mobilizados para arrecadar doações de qualquer valor, mediante depósito bancário, em contas do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Os interessados podem realizar a doação via Banco do Brasil para a conta de Agência 0452-9 e Conta Corrente 232.792-9, e via Caixa Econômica Federal pela Agência 1041, Operação 003 e Conta Corrente 3735-5. Os depósitos serão feitos diretamente nas contas que estão a cargo da Cáritas Brasileira.

 O reitor do Unileste, Dr. Genésio Zeferino, considera que a iniciativa é uma ação importante para promover o acolhimento das pessoas e comunidades que vivem em situação de risco. “Estamos prestando nossa solidariedade e unindo forças para atenuar, por meio de ações concretas como a Campanha, o sofrimento daqueles que estão passando por um momento de vulnerabilidade e refugiados em nosso país”, afirma.

O número de solicitantes de refúgio no Brasil aumentou drasticamente em um ano: de 35.464 em 2016 para 85.746, acumulando o maior número de pedidos na América Latina, segundo o relatório da ONU sobre migrações. Os dados mostram a realidade de milhares de famílias que buscam abrigo fugindo da realidade que assola o seu país de origem.



Publicidade