Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Detento mata companheiro de cela no Ceresp de Ipatinga

    Segundo informações da perícia, a vítima apresentava sinais de estrangulamento

    Por Plox

    17/06/2021 12h57 - Atualizado há 3 meses

    Na madrugada desta quinta-feira (17), um detento foi encontrado morto em uma cela do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Ipatinga-MG. A perícia foi acionada, o corpo da vítima apresentava sinais de estrangulamento e o acusado do crime é o companheiro de cela.

    Segundo a Polícia Militar (PM), os militares foram acionados via Copom para comparecer ao Ceresp, devido a um homicídio que ocorreu no local, em que um interno, de 29 anos, teria matado um outro interno, de 51 anos. Os militares foram até o Ceresp e, ao chegarem, se depararam com os policiais penais. Eles relataram que, após ouvir barulhos vindos da cela de isolamento, foram checar do que se tratava e encontraram com um interno caído ao solo, nu, aparentando estar sem vida.

    De acordo com os relatos dos policiais penais aos militares, eles de imediato fizeram contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e com a perícia da Polícia Civil. O perito compareceu ao local e atestou o óbito.

    Foto: reprodução/ Google Street View

     

    Conforme relatado no boletim de ocorrência, o perito relatou aos policiais militares que detento de 51 anos se encontrava nu no interior da cela, apresentando uma lesão em um dos joelhos e sinais de ter sofrido estrangulamento, que provavelmente teria sido ocasionado por uma toalha molhada, que se encontrava no interior da cela.

    Ainda segundo consta no boletim de ocorrência, os policiais militares conversaram com o detento suspeito do homicídio, que estava na cela com a vítima. Ele relatou aos militares que estava com a vítima na cela e, em dado momento, o homem de 51 anos, que estava nu, teria se aproximado dele e estaria querendo praticar sexo. O detento disse aos policiais que pediu para que o homem parasse, porém, ele não obedeceu. Nesse momento, o acusado então pegou uma toalha molhada e a apertou contra o pescoço do homem por um instante e soltou.

    O acusado ainda disse aos policiais que não tinha intenção de matar o homem e sim fazer com que ele desistisse de continuar com a ideia de praticar sexo com ele. Ele relatou que o homem, após o fato, teria continuado indo a seu encontro e, por isso, teria apertado a toalha novamente no pescoço do dele, vindo a soltar momentos depois. Nesse momento, o homem caiu ao solo, aparentemente já sem vida.

    Os policiais penais também relataram aos militares que o interno de 29 anos é oriundo da cidade de Caratinga-MG e estaria no local desde o dia 6 deste mês. Ele estava em isolamento por ter problemas psiquiátricos, porém sem laudo. Já o homem de 51 anos estaria no local desde o dia 12 deste mês, sendo oriundo de Alvinópolis e também se encontrava no isolamento, por ter problemas psiquiátricos.

    Também consta no boletim de ocorrência que o interno de 29 anos apresentava uma lesão no supercílio esquerdo, segundo ele, proveniente de socos dados pela vítima. Diante dos fatos, o corpo do homem foi removido ao Instituto Médico Legal em Ipatinga e o interno de 29 anos encaminhado ao delegado de plantão.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]