Ipatinga

esportes

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Justiça mantém decisão e ex-dirigentes do Cruzeiro continuam com bens bloqueados

    De acordo com as informações, são mais de R$ 6 milhões bloqueados

    Por Plox

    17/07/2021 11h42 - Atualizado há 2 meses

    Na última quinta-feira (15), o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) manteve a decisão liminar determinando o bloqueio de bens de ex-gestores do Cruzeiro e de uma empresa de um dos gestores, investigados por contratos fraudulentos, enquanto gestores do Clube.

    A informação foi divulgada pelo jornal O Tempo, que teve acesso ao documento, por meio da coluna Super FC. Com isso, Wagner Pires de Sá, ex-presidente, Itair Machado, vice-diretor de futebol, e da Futgestão Assessoria e Consultoria Esportiva,  empresa que está no nome de Itair Machado e de sua esposa, continuam com os valores bloqueados.

    Wagner Pires de Sá e Itair Machado. Foto: reprodução/ Twitter.

     

    De acordo com as informações divulgadas pelo Super, ao todo, o valor total bloqueado de ambos os envolvidos é de R$ 6.861.243,06. A decisão foi assinada pelos desembargadores Valdez Leite Machado e Evangelina Castilho Duarte.

    A cobrança era feita pelo próprio Cruzeiro, onde o clube alega que os contratos entre as partes eram fraudulentos, pois existe a suspeita de que os valores na verdade eram referentes a salário de Itair Machado, caso que ainda é investigado.

    No texto da decisão, fica mantida a decisão do desembargador Marco Aurélio Ferenzini, publicada em agosto de 2020, quando foi rejeitado o pedido da defesa das partes, acarretando no bloqueio dos referidos bens.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]