Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Ex-piloto de F1 mata esposa ao encontrá-la na cama com outra mulher

    Franz Dubois também matou a companheira da mulher; uma amiga da vítima disse que o casal já estava separado e Nathalie Maillet estava namorando uma advogada

    Por Plox

    17/08/2021 18h56 - Atualizado há cerca de 1 mês

    A diretora do autódromo belga Spa-Francorchamps, Nathalie Maillet, de 51 anos, foi assassinada pelo marido, o ex-piloto Franz Dubois. As duas mulheres foram mortas a tiros no último domingo (15), após o homem encontrar a esposa com outra mulher na cama. Uma amiga da vítima disse que o casal já estava em processo de separação e ele já sabia do relacionamento.

    A amiga disse em entrevista à emissora belga "RTBF", que o caso não se trata de uma traição por parte da mulher, pois o relacionamento não era mantido em segredo.

    “Para mim, é importante esclarecer as coisas. Eles estavam separados, Nathalie Maillet havia contado a ele havia se apaixonado por Ann Lawrence. Eles estavam em processo de divórcio. Ele fingiu que isso não o incomodava, ele até conheceu Ann Lawrence ... Estamos muito longe do homem traído que chega em casa inesperadamente para encontrar sua esposa nos braços de outra pessoa! É uma forma de romantizar o caso. Estamos diante de um homem que matou duas mulheres porque se queriam”, disse ela.

    “Como este homem se torna o herói traído que precisa limpar sua honra? Isso nos traz de volta aos séculos anteriores, quando era considerado normal para um homem possuir sua esposa”, concluiu a mulher que é amiga de Ann-Lauwrence Durviaux, também assassinada pelo ex-piloto.

    Foto: Reprodução Redes Sociais

     

    Segundo informações, a atração de Nathalie Maillet por mulheres era de conhecimento de todos e que o marido também sabia disso. “A bissexualidade dela não era recente. Mesmo depois de seu casamento com Franz, Nathalie continuou a ver mulheres. Franz sabia”, disse uma testemunha ao jornal "Het Laaste Nieuws".

    As duas mulheres foram encontradas mortas na madrugada de sábado para domingo. Logo após cometer o crime que é apontado como duplo feminicídio, o homem cometeu suicídio. Dubois chegou a ligar para a polícia para relatar o ocorrido antes de se matar.

    “O senhor ligou para a polícia pouco antes da meia-noite. Ele ligou para relatar que acabara de matar as duas mulheres e que ia acabar com sua vida. Quando a polícia chegou ao local, três corpos sem vida foram encontrados”, disse Sarah Pollet, porta-voz do Ministério Público de Luxemburgo.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]