Alimentos e agricultura familiar são temas de audiência na Assembleia de Minas

17/09/2019 16:27

Publicidade

Você sabia que a maior parte da comida que chega à mesa dos brasileiros vem da agricultura familiar. Para debater o tema, além da importância da segurança alimentar e falar sobre o trabalho da Rede Leste de Bancos de Alimentos, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) promoverá uma audiência pública nesta quarta-feira (18), às 14 horas, no auditório José de Alencar.

O requerimento para a realização do encontro foi feito pela presidente da Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização, deputada estadual Rosângela Reis (Podemos). O debate será feito em conjunto com a Comissão de Agropecuária e Agroindústria. Prefeitos, vereadores, lideranças e entidades relacionadas a agricultura familiar de todo o Leste de Minas são esperados para a audiência.

DivulgaçãoAgricultura-familiar

A deputada Rosângela Reis explicou que é preciso construir políticas públicas e ações que garantam que esses alimentos cheguem de maneira regular, em boas condições, seguindo a legislação e evitando desperdícios. “Dessa forma, vamos assegurar mais saúde para a população e ainda incentivando a economia junto aos pequenos produtores, comerciantes e outras atividades ligadas ao setor”, afirmou.

Rede de banco de alimentos

No Brasil, a Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, instituída pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) é composta por 239 unidades. Elas são responsáveis por combater o desperdício e promover uma alimentação de qualidade para as famílias de baixa renda.

Em Minas Gerais, um dos destaque é a Rede Leste De Bancos De Alimentos de Minas Gerais (Relba), que reúne 38 municípios associados, entre eles Caratinga, Entre Folhas, Vargem Alegre, Santana do Manhuaçu, Santa Bárbara do Leste, Santa Rita de Minas, Ubaporanga, Inhapim, Alvarenga, Engenheiro Caldas, Governador Valadares, Iapu, Ipaba, Santana do Paraíso e Itabira, entre outros.

Ao todo, a entidade distribui mais de 180 toneladas de alimentos por semana a mais de 150 mil pessoas em entidades socioassistenciais, escolas e famílias carentes.

Frente parlamentar

Com o objetivo de garantir o direito de acesso a alimentos de qualidade, uma nova Frente Parlamentar pode ser implementada na Assembleia de Minas. A deputada estadual Rosângela Reis (Podemos) protocolou o requerimento para a implementação da Frente Parlamentar em Defesa da Segurança Alimentar e Nutricional.

Cerca de 50 deputados e deputadas estaduais assinaram o requerimento e apoiam a instalação do grupo. São necessários 26 assinaturas. A instalação da frente aguarda a aprovação da mesa diretora da ALMG para instituição e início dos trabalhos.



Publicidade