Ipatinga

mundo

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    “Não estou mais aguentando de sede", disse brasileira antes de ser encontrada morta perto da fronteira do México com os EUA

    "Ela mandou mensagem para a amiga que a largou, dizendo: "pede pra eles trazerem água, que não estou mais aguentando de sede", afirmou o irmão da vítima

    Por Plox

    17/09/2021 17h59 - Atualizado há cerca de 1 mês

    O corpo de uma brasileira de 49 anos foi encontrado nessa quinta-feira (16) em uma área desértica no Novo México, nos Estados Unidos, próximo à fronteira com o México. Familiares de Lenilda dos Santos informaram que a técnica de enfermagem tentava entrar nos EUA com um grupo de amigos de infância e teria sido abandonada por eles sem água e comida.

    Lenilda teria informado sua localização a seus familiares que moram em Massachusetts e informado que tinha se separado do grupo de pessoas. Após três dias os familiares procuraram a polícia que iniciou as buscas, mas afirmou que, por se tratar de uma área desértica, a área pesquisada era muito extensa.

    O corpo da mulher foi encontrado algumas horas após o início das buscas. Ela usava uma roupa camuflada, que segundo os policiais é uma vestimenta característica de imigrantes ilegais.

    Foto: Reprodução

     

    O irmão da vítima, Leci Pereira, disse ao jornal O Globo que o que fizeram com sua irmã não se faz nem com um cachorro. "Não se faz isso nem com nem com cachorro, como é modo de falar. Quero dizer, não se pode maltratar animais, então como que se larga um ser humano no deserto sem comida, sem água? Você não tem noção da dor que é isso. É muito difícil."

    Lenilda chegou a enviar uma mensagem a parentes dizendo que tinha se separado dos amigos por não aguentar mais caminhar e que estava com muita sede. O restante do grupo seguiu a caminhada e teria prometido voltar para buscá-la.

    "Ela mandou mensagem para a amiga que a largou, dizendo: "pede pra eles trazerem água, que não estou mais aguentando de sede", afirmou o irmão. 
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]