Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Homem é executado a tiros em Coronel Fabriciano e suspeitos são presos

    Foram constatadas três perfurações de arma de fogo no corpo da vítima

    Por Plox

    17/10/2021 12h14 - Atualizado há 8 meses

    Na noite desse sábado (16), um homem foi morto a tiros em Coronel Fabriciano, Minas Gerais. Segundo as primeiras apurações da Polícia Militar, Ivan José de Brito Pereira, de 30 anos, seguia de motocicleta pela Avenida Minas gerais, no bairro Sílvio Pereira 1. Ainda segundo as apurações, nesse momento, outra motocicleta com dois ocupantes se aproximou e um deles efetuou disparos de arma de fogo contra o homem.

    Segundo os policiais militares, eles receberam uma denúncia de que dois indivíduos haviam acabado de atirar em um homem, que estava caído em uma rua. Em seguida, os atiradores teriam fugido em uma motocicleta escura, com a placa contendo as letras iniciais JJQ. Diante das informações, foi montada uma operação  que visualizou dois indivíduos saindo da Avenida Manain em uma motocicleta Falco, em alta velocidade.

    Como as descrições dos indivíduos se assemelhavam aos dados da denúncia, os dois homens foram detidos. Com eles, foi encontrada uma pistola calibre.380. Um dos detidos tinha sangue na roupa.

    Ivan José de Brito Pereira já não apresentava batimentos cardíacos quando os socorristas do Samu chegaram ao local. A perícia também compareceu e, ao realizar o trabalho de praxe, constatou três perfurações no corpo, sendo: uma no antebraço direito; outra no tórax e uma na cabeça; todas só de entrada. Além disso, recolheu um celular da vítima e dois cartões.

    Foto: Redes Sociais/ Reprodução

     

    Perseguição dos suspeitos

    Os militares iniciaram a perseguição contra os suspeitos e conseguiram interceptar e abordar os autores no cruzamento entre as Avenidas Tancredo Neves e Atlântica, esquina com um posto de gasolina. Com um dos homens foi localizada a pistola calibre.380 com dois cartuchos intactos, carregada e acoplada em um coldre de cintura. 

    Ao ver que seria abordado, o homem que carregava a arma quebrou seu aparelho celular em frente aos militares. Após serem algemados, a equipe visualizou manchas de sangue nas vestes de um dos suspeitos e na motocicleta. 

     

     

    Foto: Redes Sociais/ Reprodução

     

    No local do homicídio algumas testemunhas confirmaram a autoria do crime por parte dos dois abordados. Eles negaram serem autores do crime. O sangue encontrado no veículo foi coletado para análise. 

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]