Combate a incêndios no Pantanal intensificado após registro de 71 focos em um dia

Brigadistas e autoridades mobilizam esforços para controlar chamas e proteger fauna e flora regionais

Por Plox

17/11/2023 08h12 - Atualizado há 6 meses

Equipes de brigadistas intensificam nesta sexta-feira (17) as ações de combate aos incêndios que assolam o norte do Pantanal. Uma elevação alarmante no número de focos de incêndio foi registrada nessa quinta-feira (16), alcançando a marca de 71 eventos, conforme dados do Painel do Fogo do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

 

Foto: Joédson Alves/Agência Brasil

Mauro Pires, presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e Rodrigo Agostinho, presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), visitaram a região de Porto Jofre, em Poconé (MT), para acompanhar de perto os esforços de combate. Em suas palavras, Pires destacou a especialização e os riscos enfrentados pelos brigadistas, ressaltando a importância da preservação da vida, incluindo a dos próprios combatentes.

Com um contingente de mais de 300 servidores, quatro aeronaves e veículos especiais, as operações de combate aos incêndios foram reforçadas recentemente. Pires expressou a expectativa de que, com esse aumento de recursos, seja possível controlar rapidamente os focos de incêndio, embora isso não signifique o fim da temporada de incêndios.

O ICMBio também dispõe de equipes de veterinários para o resgate de animais feridos, uma preocupação que ganhou destaque após os incêndios de 2020, que resultaram na morte de centenas de espécies animais. Pires atribuiu os focos de incêndio a fatores naturais como a seca severa, altas temperaturas, velocidade dos ventos e incidência de raios. Foi relatado que, em 21 de outubro, três raios atingiram áreas protegidas e uma propriedade privada na região.

Além disso, na quarta-feira (15), o fogo ameaçou avançar pela rodovia Transpantaneira, mas as equipes, lideradas por Helder Marques, chefe de operações, conseguiram conter as chamas e proteger as residências locais. Marques enfatizou que, além do combate generalizado ao incêndio, a proteção das comunidades locais permanece como uma prioridade.

 

Destaques