Gasolina Brasileira supera preço internacional em 8% mais cara; Etanol mais atrativo

Queda do preço do petróleo impacta mercado; refinarias nacionais mantêm valores elevados

Por Plox

17/11/2023 11h50 - Atualizado há 6 meses

 Em meio às recentes oscilações no mercado de combustíveis, o Brasil enfrenta um cenário onde a gasolina encontra-se 8% mais cara do que no mercado internacional, apesar da queda no preço do petróleo, que agora gira em torno de US$ 70 por barril. Esta informação foi divulgada pela Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), ressaltando que a diferença de preço se deve à manutenção dos valores dos derivados nas refinarias da Petrobras, inalterados há cerca de um mês.

A situação é mais acentuada na Bahia, onde a Refinaria de Mataripe aponta uma defasagem de 15% no preço da gasolina em comparação ao mercado externo, enquanto o diesel é vendido com 1% abaixo. Nas refinarias da Petrobras, a gasolina está custando 6% a mais e o diesel, 5% acima dos preços internacionais. A Abicom sugere que, para alcançar a paridade internacional, a Petrobras poderia diminuir os preços da gasolina em R$ 0,16 por litro e o diesel em R$ 0,19 por litro.

 

Posicionamento do Ministro de Minas e Energia 

Alexandre Silveira, Ministro de Minas e Energia, defendeu nesta sexta-feira, 17 de novembro, uma redução nos preços dos combustíveis pela Petrobras. Seu argumento é que essa medida ajudaria a minimizar o impacto inflacionário no país, possibilitando ao Banco Central a redução de juros para estimular a economia. Silveira sugere que a redução para o diesel seja entre R$ 0,32 e R$ 0,42, e para a gasolina, entre R$ 0,10 e R$ 0,12.

 

Cenário em Belo Horizonte: Etanol em Destaque 

O cenário em Belo Horizonte demonstra uma tendência favorável ao etanol. Segundo dados do Mercado Mineiro, que realizou um levantamento de preços em 203 postos entre 9 e 11 de novembro, o preço médio da gasolina caiu para R$ 5,45, um decréscimo de 1,6% em relação ao mês anterior. Esta queda segue o corte de preços para as distribuidoras anunciado pela Petrobras em 19 de outubro.

O etanol, por sua vez, está cotado a R$ 3,46, representando uma redução de 1,9% em comparação a outubro. Com isso, o etanol mantém-se como a opção mais econômica para os motoristas de Belo Horizonte, estando na margem de 63,5% do valor da gasolina e continuando vantajoso, já que geralmente compensa quando está abaixo de 70% do valor do combustível fóssil.

 

Destaques