Novo sistema de estacionamento rotativo começa a funcionar em abril, em Timóteo

18/03/2019 15:35

A gestão do estacionamento rotativo é de responsabilidade do Instituto Maçônico de Projetos Sociais (IMAG) de Timóteo

Publicidade

A partir do dia 2 de abril o estacionamento rotativo no Centro Norte, em Timóteo-MG, passa a operar em um novo sistema de gestão. A medida integra um amplo programa de modernização que inclui o reordenamento e reorganização do trânsito no município. A iniciativa vai possibilitar a democratização da utilização das vagas de estacionamento, uma reclamação antiga de comerciantes, empresários e consumidores.

 

A gestão do estacionamento rotativo é de responsabilidade do Instituto Maçônico de Projetos Sociais (IMAG) de Timóteo. Para reorganizar o sistema, o IMAG contratou a licença de uso do sistema digital Faixa Azul Minas, que possibilita gerenciar a operação em tempo real em 3 aspectos: comercialização, controle da operação e fiscalização.

timoteo(Foto: Assessoria da Prefeitura de Timóteo)

 

Ao todo, o Município destinou cerca de 600 vagas para estacionamento rotativo. Além destas, 5% das vagas estão asseguradas para idosos e 2% para deficientes. Também foram definidas “ruas de escape” para quem preferir estacionar sem pagar. A cobrança será feita ao custo de R$ 2 por hora, podendo ficar estacionado por no máximo de 2 horas em cada vaga.

 

Ninguém vai pagar mais caro pela mudança e os motoristas terão ainda 10 minutos de tolerância para providenciar seu ticket de estacionamento. Mas atenção, após os 10 minutos, se o condutor não tiver providenciado o ticket, receberá uma advertência no valor de R$ 3 por hora e estará em desacordo com a legislação de trânsito.

timoteo-1(Foto: Assessoria da Prefeitura de Timóteo)

 

Transparência

 

Outra inovação refere-se à transparência com as informações. A Prefeitura terá acesso diário ao sistema de gestão e aos recursos gerados, informações que serão disponibilizadas para toda a população por meio do Portal da Transparência.

 

Ao estacionar na vaga numerada, o consumidor terá a placa do seu veículo lançada no sistema por um monitor por meio de um aplicativo. A partir de dez minutos após o lançamento da placa no sistema operacional, começa a contabilizar o período de utilização.

 

Para ter acesso à vaga de estacionamento, o consumidor pode comprar com os monitores, em postos de venda credenciados, por meio do aplicativo, ou pelo site faixaazulminas.com.br.

 

A gestão do estacionamento rotativo é feito pelo Instituto Maçônico de Projetos Sociais (IMAG) baseado no convênio (PG 014/2016), que foi aditado por mais 24 meses, em 20 de junho de 2018, durante o governo interino.

 



Publicidade