Juliana Paes comenta sobre criação de filhos numa sociedade machista

18/04/2019 10:51

Atriz defende que o homem pode escolher como quer se expressar, inclusive pelo choro

Publicidade

 

A atriz Juliana Paes  protagonizará a próxima novela das 21h na rede Globo, “A dona do pedaço”. Na trama de Walcyr Carrasco, sua personagem Maria da Paz se mostrará uma guerreira, que se apaixona por um homem de uma família adversária à dela, onde o amado será vivido por Marcos Palmeiras. Em um tom de Romeu e Julieta do século XXI, é que a história se desenrolará.

Assim como a personagem, a atriz se mostra o exemplo da mulher moderna, que se desdobra em várias para criar os seus dois filhos. Ela é mãe de Pedro, de 8 anos, e Antônio, de 5, do casamento com o empresário Carlos Eduardo Baptista. Em alguns momentos, ela tem que se mostrar a ‘dona do pedaço’ mesmo.

Juliana com os filhos Pedro, de 8 anos, e Antônio, de 5

Juliana com os filhos Pedro, de 8 anos, e Antônio, de 5 - Foto: Reprodução/ Instagram

 

A atriz diz que se sente assim quando está trabalhando, fazendo suas gravações, mas em família, ela só quer saber de curtir a prole, como toda a mãe dita ‘normal’. Ela descreve: “Chego em casa, tomo conta da merenda das crianças, faço dever de casa, coloco os meninos para dormir, leio uma historinha, deito e ainda vou assistir a um filminho”.

Juliana relata que na criação dos filhos, é possível perceber o quão desafiador é ser mãe de meninos em uma sociedade dominada pela cultura machista. A atriz diz ser uma missão a maternidade e que não é possível educar os filhos sozinhos. “Tem as pessoas em volta que são parte da formação da mentalidade de uma criança, o que eles assistem na televisão, no celular, e o que o avô, que é de uma geração anterior, fala. Outro dia, ouvi o avô falar que menino não chora. Eu gritei: “Chora, sim!”. O homem pode escolher como quer se expressar”, determinou, a 'dona do pedaço'.

Atualizada às 12h51

 


Publicidade