Ministério da Saúde alerta para aumento de casos de febre oropouche no Brasil

Amazonas e Rondônia lideram com mais de 4 mil ocorrências entre os estados afetados pela doença

Por Plox

18/05/2024 08h50 - Atualizado há 25 dias

O Ministério da Saúde emitiu um alerta sobre a crescente disseminação da febre oropouche no Brasil, destacando que até 13 de março o país registrou 5.102 casos, um aumento significativo em relação aos 835 casos reportados no ano anterior. A doença, com sintomas semelhantes aos da dengue e chikungunya, como dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, náusea e diarreia, foi notificada em pelo menos 13 estados, sendo Amazonas e Rondônia os mais afetados, com 2.947 e 1.528 casos, respectivamente.

((FLÁVIO CARVALHO/WMP BRASIL/FIOCRUZ))

Disseminação e estados afetados

Além de Amazonas e Rondônia, outros estados que notificaram casos de febre oropouche incluem Bahia, Acre, Espírito Santo, Pará, Rio de Janeiro, Piauí, Roraima, Santa Catarina, Amapá, Maranhão e Paraná. O aumento dos casos preocupa as autoridades de saúde, que estão reforçando as medidas de vigilância e diagnóstico para controlar a doença.

Estratégia de diagnóstico

Em resposta ao surto, o Ministério da Saúde implementou a "estratégia laboratorial sentinela" para o diagnóstico de oropouche. Essa abordagem utiliza amostras que testaram negativo para dengue, chikungunya e Zika para identificar a presença de outros patógenos. Segundo o ministério, "anteriormente, sem tal detalhamento, muitos dos casos eram registrados como de dengue". Essa estratégia tem sido crucial para detectar a circulação do vírus oropouche e orientar as ações de saúde pública necessárias para combater a doença.

Destaques